Agentes de pastorais de Cuiabá (MT) refletem sobre Fraternidade e Políticas Públicas

Momento de oração.

O 5º setor da Arquidiocese de Cuiabá, que reúne as paróquias Sagrada Família, Imaculado Coração de Maria, Nossa Senhora do Rosário e Divino Espírito Santo, realizou encontro de formação sobre a Campanha da Fraternidade (CF), com o tema “Fraternidade e Políticas Públicas”.

A atividade ocorreu ontem (domingo, 24) na paróquia Divino Espírito Santo, em Cuiabá, e teve participação ativa de membros de Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) do Regional Oeste 2. Também participaram membros da paróquia Nossa Senhora das Graças, de Várzea Grande, cidade vizinha à Cuiabá.

Cerca de 200 agentes de pastorais refletiram, à luz do lema da CF, “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 3, 27), e da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), sobre políticas públicas, urgências e clamores sociais do Brasil. Além disso, houve destaque para o papel dos/das batizados/as em Cristo, com a missão de “ser fermento, sal e luz” nas realidades em que vivem.

Sindicalista Gilmar auxilia na reflexão.

Tudo isso ocorreu segundo a dinâmica do ver, julgar e agir, sob a mediação de Gilmar Soares, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público (Sintep) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). Ele é membro da paróquia Nossa Senhora das Graças, de Várzea Grande.

Auxiliaram na formação o professor de História e integrante da paróquia Imaculado Coração de Maria, Júlio Moura, e o irmão de caminhada Nelson, da paróquia Divino Espírito Santo.

Semeando a árvore da vida.

O trabalho também contou com o empenho das equipes de animação, liturgia, acolhida e alimentação, que reuniram membros das quatro paróquias do 5º Setor da Arquidiocese de Cuiabá (Sagrada Família, Imaculado Coração, Rosário e Divino).

As Sagradas Escrituras, o Magistério da Igreja, a Doutrina Social da Igreja e a Constituição Federal orientaram as reflexões e exigiram firme testemunho no seguimento a Jesus Cristo para a vida e, em especial, para o tempo litúrgico da quaresma.

Atividade teve participação ativa de equipes de serviço.

Nesse sentido, mostraram que fé e política não se colidem, que a política é algo intrínseco à fé e que o nosso papel é atuar, firmemente, junto com outros agentes da sociedade, na sugestão e acompanhamento das políticas públicas, fazendo valer nossos direitos de cidadania e o nosso compromisso de batizados/as.

Os padres Deusdedit (Imaculado Coração)Edson (Sagrada Família), Pedro (Divino Espírito Santo) e Pedro Canísio (Rosário) abençoaram e acompanharam os trabalhos.

Reginaldo Barata, membro da Comissão de Justiça e Paz em Cuiabá e integrante das CEBs

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *