Em Cuiabá, lideranças visitam famílias. É a “Igreja em saída”

Nossas CEBs não param de atuar! Graças a Deus. Dessa vez foi a reunião da Equipe Ampliada das Comunidades Eclesiais de Base da Arquidiocese de Cuiabá, Mato Grosso, Regional Oeste 2. As lideranças se reuniram na Comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no bairro Residencial Ilze Terezinha Picolli (região da grande CPA), pertencente à paróquia Coração Imaculado de Maria.

Também houve visitas às famílias do bairro para conhecer a realidade local, exercitando a prática da “Igreja em saída”, proposta pelo papa Francisco. Confira a galeria de fotos ao final do texto.

Além dos representantes paroquiais, participaram da assembleia várias lideranças da comunidade, que vieram conhecer de perto a dinâmica e organização das CEBs. Houve muita animação e conversas sobre vários assuntos, como: Encontro com a Juventude; mapeamento dos Grupos de Reflexão na Arquidiocese; festejos e reflexão sobre os 300 anos de Cuiabá, que ocorre em 2019; e repasse da Ampliada Nacional.

 

Visitas à comunidade

À tarde algumas das lideranças, animadas pela proposta do papa Francisco de experimentar a “Igreja em Saída”, foram visitar as famílias do bairro e conhecer um pouco mais da comunidade.

 

“Todo mundo participa: a mãe, o pai, as crianças, os jovens. E às vezes trazemos até problemas pessoais, pois a fé está ligada à vida, mas todo mundo pode falar, e isso é muito importante”, disse dona Andrelina

 

Uma das casas visitadas foi a de dona Maria Pacheco, uma senhora de 78 anos que desde que chegou ao bairro participa fielmente do Grupo de Reflexão. Dona Maria nos contou emocionada que o grupo a ajuda a ficar mais animada, pois sempre está conversando com suas amigas da comunidade sobre o dia a dia.

Já na casa da dona Antônia Dias, que participa da Pastoral da Criança na comunidade, ela nos disse que essa é uma das melhores experiências vividas por ela e que estar na comunidade a deixa muito feliz.

E por fim, dona Andrelina Guia de Almeida, que é uma das lideranças do Grupo de Reflexão na comunidade, falou um pouco dessa experiência: “O mais importante é que a família está reunida, lendo a passagem bíblica e discutindo sobre o que cada um entendeu. Todo mundo participa, a mãe, o pai, as crianças, os jovens, e às vezes trazemos até problemas pessoais, pois a fé está ligada à vida, mas todo mundo pode falar, e isso é muito importante”.

Rosenil Conceição, da equipe de comunicação popular das CEBs/arquidiocese de Cuiabá, e Dejacir Costa, coordenador das CEBs/arquidiocese de Cuiabá

a7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *