40 Dias pelo Rio: Navegando Juntos a boa nova de Deus a Caminho do Sinodo Amazônico. DIA 8 de NAVEGAÇÃO

Um itinerário espiritual em preparação para o Sínodo

Por  Mauricio López Oropeza Secretário Executivo da REPAM

3 de Setembro

PETIÇÃO PERMANENTE PARA O SÍNODO AMAZÔNICO NO INÍCIO DE CADA DIA:

“Que o Deus da vida e da beleza, o Espírito Santo que nos impul-siona para mais fraternidade, unidade e dignidade, o Cristoencarnado da Boa Nova, da inculturação e da interculturalidade nos proporcionem serenidade, discernimento e coragem para encontrar novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral neste Sínodo Amazônico. Tudo isso para o bem e a vida de seus povos e comunidades, e para caminhar mais juntos pelo Reino”. Medite por alguns momentos neste pedido inicial, busque acalma interior para entrar neste momento para navegar pelas águas da Amazônia e a vida da Igreja a serviço de seus povos e comunidades, e para ouvir o chamado de Deus através de sua palavra viva.

Leitura do dia (cada um e cada uma são convidados a aprofundar a leitura completa de acordo com suaspróprias necessidades e critérios):

O Senhor é minha luz e minha salvação, a quem temerei? O Senhor é o protetor de minha vida, de quem terei medo? Uma só coisa peço ao Senhor e a peço incessantemente: é habitar na casa do Senhor todos os dias de minha vida, para admirar aí a beleza do Senhor e contemplar o seu santuário. Sei que verei os benefícios do Senhor na terra dos vivos! Espera no Senhor e sê forte! Fortique-se o teu coração e espera no Senhor! Salmo 26, 1bcde. 4. 13-14

Reflexão sob a perspectiva do Sínodo Amazônico:

Neste Sínodo Amazônico, queremos colocar toda nossa esperança e de maneira absoluta no Senhor. O caminho sinodal foi de profunda oração, discernimento, genuína e estreita escuta, e as propostas retem os desejos do Povo de Deus, acompanhados por seus pastores, presentes em quase todos os casos nas reuniões e diálogos em meio do povo. Acreditamos que o caminho já mostrou em si mesmo a graça de Deus e da Sinodalidade na Igreja que é umabrealidade. O que já foi produzido na Amazônia é a marca deDeus e a Igreja cresceu em fé, esperança e serviço, e isso não pode ser detido. Vamos pedir a Deus que não percamos a serenidade e a bravura, conando que ele já se tornou auspicioso neste caminho, aqui e agora, na terra dos vivos, e issonos dará força para seguir em frente. Que nossa esperança esteja sempre no Senhor para o bem de toda a Amazônia e seus povos e comunidades e de toda a Igreja hoje, amanhã e para sempre.

CONTEMPLAÇÃO

Contemplemos a imagem deste dia e tomemos um momento parareconhecer nossa própria vida e experiência na Igreja e ao serviço da Amazônia para pedir luz nesta palavra de Deus em preparação para o Sínodo. Escrever meus pedidos particulares e permanecer neles durante este dia. Convidamos você a manter um registro de tudo o que o Espírito nos provoca como preparação interior para o Sínodo AMAZÔNICO.

Citação para fechar a meditação: INSTRUMENTUM LABORIS. N° 102

O processo de conversão ao qual a Igreja é chamada implica desaprender, aprender e reaprender. Este caminho exige uma visão crítica e autocrítica que nos permita identicar aquilo que devemos desaprender, o que prejudica a Casa Comum e seus povos. Temos necessidade de percorrer um caminho interior para reconhecer as atitudes e mentalidades que nos impedem de nos conectarmos conosco mesmos, com os outros e com a natureza; como disse o Papa Bento XVI, “os desertos exteriores multiplicam-se no mundo, porque os desertos interiores se tornaram tão amplos”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *