Destaque News

“Um Bispo contra todas as Cercas”, entrevista com Ana Helena Tavares, primeira biógrafa brasileira de Dom Pedro Casaldáliga

“Um Bispo contra todas as Cercas”, entrevista com Ana Helena Tavares, primeira biógrafa brasileira de Dom Pedro Casaldáliga

- NORTÃO, - OESTÃO, Destaque, Destaque News, Entrevista
“Um Bispo contra todas as Cercas. A Vida e as Causas de Pedro Casaldáliga”. “Minhas causas valem mais do que minha vida”, uma frase marcante na vida de Dom Pedro Casaldáliga, ou simplesmente Pedro, como sempre foi conhecido na beira do Rio Araguaia. Ele é alguém que encanta, que apaixona, como reconhece Ana Helena Tavares, “eu me apaixonei pela história dele”, autora da primeira biografia escrita por uma brasileira sobre o bispo do Araguaia, “Um Bispo contra todas as Cercas. A Vida e as Causas de Pedro Casaldáliga”. Tem sido um desafio que a jornalista carioca  encarou ao longo de quatro anos, em que aprofundou no conhecimento de alguém que considera a antítese do momento atual que o Brasil vive. Na entrevista, a biógrafa mostra algumas pinceladas do livro, apresentado na Catedral de S
Páscoa, ressurreição, tempo de novos caminhos de Vida.

Páscoa, ressurreição, tempo de novos caminhos de Vida.

- NORTÃO, Destaque, Destaque News
Acreditar na vida é elemento essencial para continuar a apostar nela, para não ficarmos amarrados à morte, no desespero que nos paralisa e não nos permite abrir novos caminhos que nos levam a continuar avançando. As ameaças de morte, e a própria morte, são uma realidade cada vez mais presente na Amazônia, que se manifesta na perseguição e assassinato de seu povo e do meio ambiente. Diante dessa realidade, a Páscoa traz-nos a capacidade de regenerar a nossa esperança, de aumentar a nossa fé, de compreender que também cabe a nós dar uma mão para fazer realidade esse mundo melhor para todos que Jesus anunciou com sua Ressurreição. Ser testemunha da Páscoa, da Vida, da Ressurreição, é um desafio para todo batizado, que deve ser realizada no meio daqueles com quem a gente divide a vida cotid
É PÁSCOA TEMPO DE ESPERANÇA. CEBs Regional Nordeste 3

É PÁSCOA TEMPO DE ESPERANÇA. CEBs Regional Nordeste 3

- NORDESTÃO, Destaque, Destaque News
“Ressuscitou como disse, Aleluia!!” Transcorrido os quarenta dias quaresmais, momento propicio para a oração, penitências e caridade, chegamos ao grande dia, “dia em que o senhor fez para nós”. É pascoa, é libertação do povo de Deus. Páscoa é renascimento e passagem é mudança de vida e transformação, é “ser de novo um mesmo ser” que recomeça pela própria libertação de si mesmo e de sua sociedade. A páscoa nos oferece a oportunidade de deixar para traz uma vida cheia de poeiras, carregada de desilusão, vida maltratada por um sistema opressor que nos leva a entender que os valores estão na lógica do consumo e do lucro a qualquer custo. A dimensão humana deixa de existir, principalmente se o outro for o pobre, o excluído, desempregado, aqueles que o crucificado ressuscitado sempre p
Tempo de Páscoa, passagem da morte para a Vida  Pe. Nelito Dornelas

Tempo de Páscoa, passagem da morte para a Vida Pe. Nelito Dornelas

- LESTÃO, Destaque, Destaque News
Tempo de gritar bem alto: Eu creio que Jesus está vivo e, por isso, nenhuma ameaça de morte será mais forte do que as forças que sustentam a vida. A Páscoa tudo transforma no coração humano, que faz a experiência desse Deus vivo que é capaz até mesmo de renovar a face da terra, em Jesus Cristo ressuscitado e de criar um “novo céu e uma nova terra.” Tudo agora é Vida, é Páscoa, é Ressurreição. E quem faz a experiência pascal vive desde já como uma pessoa ressuscitada. Sabemos que não possuímos a vida, ela é que nos possui e nos invade, levando-nos e empurrando-nos para além de nós mesmos, para frente e para o alto, abrindo-nos ao Absoluto. Agora vale a Vida, agora é a Páscoa, a Ressurreição. Estejamos atentos e conectados com a Fonte da Vida e com a toda a comunidade de vida que nos e
A Caminho do 15° Intereclesial: Definido  o Secretariado : Agora é tempo para aproximar distâncias..

A Caminho do 15° Intereclesial: Definido o Secretariado : Agora é tempo para aproximar distâncias..

- OESTÃO, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
15° Intereclesial. Rondonópolis-MT De 19 a 24 de julho de 2022. Tema: “Cebs: uma Igreja em saída na busca da vida plena para todos e todas”. Lema: “Vejam! Eu vou criar novo céu e uma nova terra” (Is 65,17). A próxima estação do trem das CEBs será na cidade de Rondonópolis, no coração de Mato Grosso. Tal decisão foi tomada no término do 14º Encontro Intereclesial, realizado de 23 a 28 de janeiro 2018 em Londrina/PR. Com muita alegria a Diocese de Rondonópolis-Guiratinga/MT assumiu sediar o 15º Intereclesial. Assim, pela segunda vez, o Oeste do Brasil é contemplado com esse encontro que renova, alegra e anima a caminhada da Igreja. Como parte dos preparativos para o Encontro Intereclesial, nos dias 05 a 08 de julho de 2018 a Equipe Ampliada se reuniu em Rondonópolis/MT com o propósit
19 de abril, os povos indígenas continuam sendo crucificados

19 de abril, os povos indígenas continuam sendo crucificados

- NORTÃO, Destaque, Destaque News
Partindo de  uma visão cristã poderíamos dizer que os povos indígenas, no Brasil, estão sendo crucificados, por um governo que diz se sustentar em princípios cristãos, uma afirmação que de fato não responde às atitudes reais. Nada é por acaso, e não é por acaso que no ano de 2019, o “Dia do Índio”, um termo pejorativo desde que foi acunhado pelos invasores europeus, seja na Sexta-feira Santa, o dia em que os católicos fazemos memória da Crucifixão de Jesus, alguém que morreu porque era contra o sistema estabelecido. No Brasil, aos poucos foi se instalando um sistema que colocou os povos indígenas como “empecilho para o desenvolvimento”, uma ideia que cobrou força no tempo da Ditadura Militar, que assolou o país por mais de vinte anos e marcou uma política de perseguição contra os povos
Entre o povo índigena. 15º Intereclesial das CEBs do Brasil  em terras Bororo.

Entre o povo índigena. 15º Intereclesial das CEBs do Brasil em terras Bororo.

- OESTÃO, Destaque, Destaque News, Rumo ao 15º Intereclesial
O Intereclesial na Terra Bororo: Rondonópolis-MT, entre os dias 19 a 24 de julho de 2022:  tem como Tema: “Cebs: uma Igreja em saída na busca da vida plena para todos e todas”  e lema: “Vejam! Eu vou criar novo céu e uma nova terra” (Is 65,17). Na manhã do dia 11 de abril de 2019, dom Juventino Kestering deslocou-se para a aldeia indígena Piebaga, do Povo Bororo para visita à aldeia, como de costume e celebração da Missa de Ramos. Os ritos tiveram início no Posto de Saúde com bênçãos dos Ramos. Seguiu a procissão até o espaço social da comunidade onde foram feitas as leituras e a celebração da eucaristia. Na homilia o bispo fez em forma interativa uma catequese sobre domingo de Ramos e Semana Santa, culminado com a Páscoa. Com seu jeito a os indígenas participaram das orações e cântico
O lavar os pés uns dos outros é o gesto de vida. Sair dos Egitos da nossa vida e partir para a caminhada libertadora.

O lavar os pés uns dos outros é o gesto de vida. Sair dos Egitos da nossa vida e partir para a caminhada libertadora.

Artigos, Destaque, Destaque News
“Eu lhes dou um novo mandamento: que vocês se amem uns aos outros como eu os amei. O mundo vai saber que vocês são meus discípulos e discípulas se se amarem uns aos/às outros/as” (Jo 13, 34- 35). Queridos irmãos e irmãs, É difícil expressar a alegria (podemos dizer mesmo a felicidade) que podemos experimentar na vida se levamos a sério essas palavras de Jesus, acreditamos que elas se dirigem a nós, a mim e a vocês, pessoalmente e, ao mesmo tempo, nos são dadas como “mandamento”, que na Bíblia, não significa apenas uma ordem dada a alguém, mas é orientação, ou rumo que devemos dar à nossa vida. Talvez alguém estranhe que o amor possa ser objeto de mandamento. Como pode uma pessoa mandar outra amar? Será que Jesus seria tão ingênuo que só deixou aos discípulos e discípulas esse mandamen
Tráfico na Amazônia peruana, mercantilização de pessoas a serviço de quem saqueia a Casa Comum.

Tráfico na Amazônia peruana, mercantilização de pessoas a serviço de quem saqueia a Casa Comum.

Articulação Continental, Artigos, Destaque, Destaque News, Sem categoria
O mercantilismo se estabeleceu como a cultura dominante, o que leva a ver as coisas, a natureza e as próprias pessoas como algo a ser explorado na medida em que pode gerar lucro. Isso levou à comercialização do outro, como o Papa Francisco disse na semana passada aos participantes da Conferência Internacional sobre Migração e Tráfico, realizada em Roma de 8 a 11 de abril. Em seu discurso, o bispo de Roma afirmou que "o tráfico de seres humanos é uma das manifestações mais dramáticas dessa mercantilização". Na Amazônia, onde o espólio de recursos foi instalada como atitude dominante, o tráfico é algo intimamente relacionado a essas práticas. Isso ficou evidente na "Operação Mercúrio", com o qual o governo peruano tentou reprimir a mineração ilegal na região de La Pampa, departamento de M
Para além da Semana Santa, o desafio da evangelização.

Para além da Semana Santa, o desafio da evangelização.

- LESTÃO, Artigos, Destaque, Destaque News
É possível afirmar que a Semana Santa, pela centralidade do mistério celebrado, concentra toda a densidade da experiência cristã? Em nosso modo de compreender a dinâmica da fé cristã, a resposta para esta significativa interpelação, não pode ser outra que um “sim e não”. Foi com o saudoso professor e amigo Pe. João Batista Libanio que aprendemos a utilizar o antigo “método da dialética do sim e do não” como poderoso instrumento de análise e aprofundamento das questões que aparentemente se apresentam simples e óbvias. Comecemos com a afirmação positiva: Sim, a Semana Santa concentra toda a densidade da experiência cristã. Nela celebramos os impactos sociopolíticos e religiosos da vida de Jesus, de sua práxis libertadora profética ao anunciar-denunciar-testemunha