40 DIAS PELO RIO: NAVEGANDO JUNTOS A BOA NOVA DE DEUS A CAMINHO DO SINODO AMAZÔNICO. DIA 27 de NAVEGAÇÃO

Um itinerário espiritual em preparação para o Sínodo

Por  Mauricio López Oropeza Secretário Executivo da REPAM

22 de Setembro

PETIÇÃO PERMANENTE PARA O SÍNODO AMAZÔNICO NO INÍCIO DE CADA DIA:

“Que o Deus da vida e da beleza, o Espírito Santo que nos impulsiona para mais fraternidade, unidade e dignidade, o Cristo encarnado da Boa Nova, da inculturação e da interculturalidade nos proporcionem serenidade, discernimento e coragem para encontrar novos caminhos para a Igreja e para
uma ecologia integral neste Sínodo Amazônico. Tudo isso para o bem e a vida de seus povos e comunidades, e para caminhar mais juntos pelo Reino”.
Medite por alguns momentos neste pedido inicial, busque a calma interior para entrar neste momento para navegar pelas águas da Amazônia e a vida da Igreja a serviço de seus povos e comunidades, e para ouvir o chamado de Deus através de sua palavra viva.

Leitura do dia (cada um e cada uma são convidados a aprofundar a leitura completa de acordo com suas próprias necessidades e critérios):

“Escutai, os que esmagais o pobre, que excluís os humilhados do país! 10 5 “Quando vai passar a festa da lua nova – dizeis –, para negociarmos a mercadoria? Quando vai passar o sábado, para expormos o trigo, diminuir as medidas, aumentar o peso, utilizar balanças mentirosas, 6 comprar o fraco por dinheiro, o indigente por um par de sandálias, para negociarmos até o farelo do trigo.”  Por causa do convencimento de Jacó o Senhor jura: “Jamais me esquecerei de tudo o que essa gente faz”. Amós 8,4-7

Reflexão sob a perspectiva do Sínodo Amazônico:

Muitos gestos do Papa Francisco incomodam os poderosos porque, em muitos casos, questionam sua ética e o modo como acumularam às custas da dor e do sofrimento de tantos milhões de pessoas. O Santo Padre até denunciou que esse sistema mata, não dá mais. É necessária uma mudança radical, ou seja, a partir da raiz, desse sistema que produz
uma desigualdade insustentável e que está querendo tirar os bens da criação na Amazônia. Sem nenhum escrúpulo, eles destroem tudo para extrair as riquezas deixando a morte como rastro, e pouco ou nenhum benefício para aqueles que vivem lá que terminam em miséria ou ligados a vários problemas sociais que vêm com a maioria das iniciativas extrativistas. Não pode ser generalizado, é verdade, mas em muitos casos é assim. Diante da destruiçãopermanente na Amazônia por interesses de muito poucos que têm muito e
só querem acumular mais, e a aparência permissiva de muitos governantes, o Senhor jurou que nunca esquecerá essas ações, como diz a leitura.

CONTEMPLAÇÃO

Contemplemos a imagem deste dia e tomemos um momento para reconhecer nossa própria vida e experiência na Igreja e ao serviço da Amazônia para pedir luz nesta palavra de Deus em preparação para o Sínodo. Escrever meus pedidos particulares e permanecer neles durante este dia. Convidamos você a manter um registro de tudo o que o Espírito nos provoca como preparação interior para o Sínodo AMAZÔNICO.

Citação para fechar a meditação:

Maria, a mãe que cuidou de Jesus, agora cuida com carinho e preocupação materna deste mundo ferido. Assim como chorou com o coração trespassado a morte de Jesus, assim também agora Se compadece do sofrimento dos pobres crucificados e das criaturas deste mundo exterminadas pelo poder humano. Laudato sí, 241.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.