– NORTÃO

Nada acabou, continuamos navegando. Luis Miguel Modino.

Nada acabou, continuamos navegando. Luis Miguel Modino.

- NORTÃO, Destaque
Deus mostrou mais uma vez que Ele está nos acompanhando, Ele é o dono da canoa. Agradeço a Ele por me permitir estar lá dentro, também quem me convidou para subir, porque as mediações humanas também contam. A melhor maneira de ser feliz é ver também feliz quem está com você na mesma canoa. Creio que temos vivido um tempo de graça, expresso em tantos momentos em que o Espírito de Deus se manifestou, principalmente através da voz de pessoas específicas, que com seus esforços conseguiram fazer realidade o que muitos não esperavam, parecia que a canoa estava afundando. Sabemos que algumas vezes as dificuldades existem, mas Deus nos dá a capacidade de discernir e saber superá-las para que nossa jornada continue. A Igreja na Amazônia entrou em um processo de conversão, de novos caminhos, de
Documento final do Sínodo da Amazônia “Eis aqui o documento, vejam vocês”. Papa Francisco

Documento final do Sínodo da Amazônia “Eis aqui o documento, vejam vocês”. Papa Francisco

- NORTÃO, Destaque
O texto, afirmou Dom Cláudio, faz parte de um momento de emergência ecológica, no qual é necessário agir e não adiar. A preservação da Amazônia, enfatizou, é fundamental para a saúde do planeta e a Igreja tem consciência disso, consciente de que é necessária uma conversão integral para uma ecologia integral. A Igreja, de fato, ouve o grito dos povos da Amazônia e o grito da terra, que são o mesmo grito, expressão também de uma grande esperança. O Sínodo, concluiu o cardeal, serve para alcançar uma comunhão eclesial, com Pedro e sob a orientação do Papa. O documento, dividido em cinco capítulos e 120 parágrafos, reúne as impressões gerais dos participantes desse processo sinodal, não apenas daqueles que estiveram presentes na assembleia, mas de tantos outros que participaram de um pr
Um documento com todos os pontos aprovados, para reparar nas grandes coisas e não nas pequenininhas

Um documento com todos os pontos aprovados, para reparar nas grandes coisas e não nas pequenininhas

- NORTÃO, Artigos, Destaque
"a Igreja se compromete a ser aliada dos povos da Amazônia para denunciar os ataques à vida" A assembléia do Sínodo para a Amazônia foi encerrada e, na saída da sala de aula sinodal, havia rostos felizes, algo destacado pelo Padre Giacomo Costa, Secretário de Comunicação do Sínodo, para os jornalistas que lotavam a Sala Stampa. Uma sensação também presente no Papa Francisco, ele não hesitou em falar com jornalistas, agradecer e dizer que informemos bem, respondendo até algumas perguntas da maneira mais natural possível e insistindo que ele estava feliz e satisfeito. Entre as muitas reações daqueles que deixaram a sala de aula, quero destacar a de Dom Erwin Kräutler, missionário na Amazônia desde 1965, o que merece o maior respeito, que se disse "muito feliz e esperançoso", uma clara p
Mulheres, ecologia integral e povos indígenas se definem como elementos-chave do Sínodo.

Mulheres, ecologia integral e povos indígenas se definem como elementos-chave do Sínodo.

- NORTÃO, Artigos, Destaque
  Definitivamente, este é o Sínodo das mulheres e a ecologia integral, do cuidado da Casa Comum, aos quais, no último briefing do Sínodo para a Amazônia, se juntou à questão ecumênica, foi o único dia em que se esteve presente um dos delegados fraternos, o pastor luterano Nicolau Nascimento de Paiva, mas também o protagonismo dos povos originais não pode faltar. Foi o último briefing, mas não é o fim de um processo que definitivamente será perpetuado no tempo e feito institucionalmente, porque tem sido eleitos 13 bispos, 4 do Brasil, para fazer parte do chamado conselho pós-sinodal, onde vão estar outros membros nomeados pelo Papa Francisco. Isso é um impulso a mais em um Sínodo que definitivamente não é um parêntese e é o começo de uma novo modo de ser uma Igreja na Amazônia e, q
Sem discernimento não há sinodalidade. Artigo de Luis Miguel Modino

Sem discernimento não há sinodalidade. Artigo de Luis Miguel Modino

- NORTÃO, Artigos, Destaque
A polarização foi instalada como uma realidade cada vez mais presente em nossa sociedade, que obviamente tem repercussões na Igreja. Vivemos em um mundo onde tudo está interligado e isso deve nos levar a entender a nova dinâmica social. A violência, que se manifesta especialmente em atos de intolerância, quer ser imposta como o novo parâmetro, causando aplausos entre os correligiosos, que demonstram sua raiva em várias manifestações. O artigo é de Luis Miguel Modino, padre espanhol e missionário Fidei Donum. No campo eclesial, isso dificulta a sinodalidade, que sempre nos leva a caminhar juntos, mesmo com quem pensa diferente. Para isso é necessário conhecer a realidade e discerni-la desde um desejo de comunhão, que possibilitará a instalação de novas realidades e dinâ
O Papa Francisco recebe com alegria a biografia de Dom Pedro Casaldáliga

O Papa Francisco recebe com alegria a biografia de Dom Pedro Casaldáliga

- NORTÃO, Destaque
Na Amazônia, no Brasil e no mundo, a figura de Pedro Casaldáliga é reconhecida por seu profetismo e defesa do povo. Alguém que mora na Amazônia desde há mais de 50 anos tem sido fonte de inspiração para muita gente. Isso tem sido recolhido em muitas matérias jornalísticas, revistas e livros. Um deles é “Um Bispo contra todas as Cercas”, a biografia publicada neste ano pela jornalista Ana Helena Tavares, onde recolhe muitos elementos presentes na vida de quem por mais de três décadas foi bispo de São Felix do Araguaia. Ele exerceu seu pastoreio do jeito que o Papa Francisco gosta, com cheiro de ovelha. Essa biografia tem sido entregada ao Papa Francisco no início dos trabalhos da última semana do Sínodo para a Amazônia, onde se quer fazer realidade novos caminhos que Dom Pedro sonhou, na
“No documento final, nós teremos uma presença muito mais significativa dos mártires”, entrevista com Dom Giovane Pereira de Melo

“No documento final, nós teremos uma presença muito mais significativa dos mártires”, entrevista com Dom Giovane Pereira de Melo

- NORTÃO, Destaque
Josimo era um homem de profunda espiritualidade, de profunda fé, e defendeu os camponeses, defendeu os agricultores a partir da sua experiência e da radicalidade com que ele vivia o Evangelho. Então, não foi apenas por um ato político social, foi por uma questão de fé e de radicalidade evangélica. Uma Igreja com rosto amazônico se concretiza numa Igreja profética e laical, elementos presentes no debate da assembleia sinodal do Sínodo para a Amazônia. Esses elementos estão presentes na vida de Dom Giovane Pereira de Melo, bispo de Tocantinópolis. O padre sinodal é atualmente Presidente da Comissão do Laicato na Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, e foi um dos assinantes do Pacto das Catacumbas pela Casa Comum, que aconteceu neste domingo, 20 de outubro na Catacumba de Santa Domiti
“Fomos vítimas de atos de violência que demonstram uma falta de capacidade para construir novos caminhos”. Comunicado de Amazônia: Casa Comum

“Fomos vítimas de atos de violência que demonstram uma falta de capacidade para construir novos caminhos”. Comunicado de Amazônia: Casa Comum

- NORTÃO, Articulação Continental, Destaque
Amazônia: Casa Comum, a iniciativa de várias organizações que estão realizando uma série de eventos que levam a Amazônia a Roma para o Sínodo, emitiu um comunicado afirmando: “Lamentamos profundamente, e por isso denunciamos, que nos últimos dias fomos vítimas de atos de violência, que refletem a intolerância religiosa, o racismo, atitudes vexatórias que, sobretudo, afetam aos povos indígenas e demonstram uma falta de capacidade para construir novos caminhos para a renovação da nossa Igreja.” Alguns grupos, que se apresentam como guardiões da sã doutrina, se posicionaram contra o Sínodo nos últimos meses, menosprezando a voz que emergiu de um processo de escuta em que milhares de pessoas participaram, que mostraram “suas propostas, suas opiniões sobre como construir uma Igreja com ros
“Os missionários estão sempre atrasados, o Espírito chegou antes”, afirma Victor Codina, S.J.

“Os missionários estão sempre atrasados, o Espírito chegou antes”, afirma Victor Codina, S.J.

- NORTÃO, Destaque
O Sínodo para a Amazônia apresenta muitas novidades, sobretudo a grande preparação que teve, a partir de uma atitude de escuta, iniciada pelo Papa Francisco em Puerto Maldonado. Victor Codina, que colaborou na elaboração do Instrumentum Laboris, enfatiza que “o que está nele não é nossa invenção, mas o que os povos disseram, essa é a força”. Por Luis Miguel Modino Um dos grandes teólogos latino-americanos das últimas décadas é Víctor Codina. Nascido na Espanha, ele passou quase quarenta anos na Bolívia, onde desenvolveu uma reflexão focada principalmente no estudo do Espírito Santo. O jesuíta é um dos peritos do Sínodo para a Amazônia, tendo participado também da elaboração do Instrumentum Laboris, que serviu de base para os debates da assembleia sinodal. Dentro da assembleia sinodal,
Os novos caminhos do Sínodo para a Amazônia geram esperança e boas perspectivas.

Os novos caminhos do Sínodo para a Amazônia geram esperança e boas perspectivas.

- NORTÃO, Articulação Continental, Destaque
Dar vida às propostas conciliares sempre foi um dos sonhos e desafios do Papa Francisco, que vê uma luz a seguir nesses novos caminhos que estão sendo projetados no Sínodo para a Amazônia. O cumprimento deles é uma coisa do futuro, do estágio pós-sinodal, que muitos definem como o mais importante. Por Luis Miguel Modino O Sínodo para a Amazônia vai se definindo, algo que se manifesta sobretudo no documento em que estão relacionados os debates dos chamados círculos menores. É claro que não foi a única coisa que foi feita até agora, mas podemos dizer que é um primeiro (e forte) impulso para o documento final, que não esquecemos que pode ser importante na exortação pós-sinodal. No final da segunda semana, podemos dizer que o medo definitivamente saiu da aula sinodal e que o Espírito de D