CEBs do Sul 1 promove Ciclo de Debates sobre Análise de Conjuntura

 Dom José Benedito Cardoso, bispo auxiliar de São Paulo e Referencial das CEBs do Regional Sul 1 da CNBB, juntamente com membros da colegiada participaram da abertura do Ciclo de Debates. O próximo encontro da Colegiada será no próximo dia 05 de novembro.

No dia 08 de outubro, a Colegiada das CEBs do Regional Sul I iniciou um ciclo de debates virtual sobre análise de Conjuntura. O tema estudado no primeiro encontro foi Sociopolítico, com assessoria do Centro de Educação Popular do Instituto Sedes Sapientiæ (CEPIS). Esse projeto foi estabelecido pela Colegiada para que seus integrantes possam debater os diferentes aspectos da atualidade tendo em vista uma fé e ação pastoral atenta aos sinais dos tempos. Os outros temas que serão estudados nas próximas análises mensais são: Eclesial-Sinodalidade, Economia, Ecologia, Cultural, Sexualidade-Afetividade. Serão assessorados por diferentes assessores, clérigos, religiosos ou laicos. E o próximo encontro da Colegiada para essa análise será em 05 de novembro.

A análise de conjuntura toma por base a perspectiva suscitada pelo papa Francisco, muito bem expressas nas encíclicas “Laudato Si” e “Fratelli Tutti”. Somadas à exortação pós-sinodal “Querida Amazonia”, elas tentam resgatar uma humanidade onde caiba o ser humano e o meio, numa relação de fraternura e cuidado com a casa comum. É a lógica de uma ecologia integral e de um desenvolvimento que gere pontes entre os povos e vida para o povo, como Igreja Povo de Deus, ministerial e sinodal. Todos referenciais bem simbolizadas nos últimos eventos que motivou a Colegiada, entre eles, o falecimento de dom Pedro Casaldáliga, o bispo poeta e profeta, que cai como semente no chão do Araguaia, revigorando as utopias.

Unido a isso, o discurso do papa Francisco em 09/07/2015, aos movimentos sociais, mostra-se como imperativos para as ações das CEBs e estão na pauta das análises projetadas: “quero dizer-lhes novamente. O futuro da humanidade não está unicamente nas mãos dos grandes dirigentes, das grandes potências e das elites. Está fundamentalmente nas mãos dos povos; na sua capacidade de se organizarem e também nas suas mãos que regem, com humildade e convicção, este processo de mudança (…). Nenhuma família sem teto, nenhum camponês sem terra, nenhum trabalhador sem direitos, nenhum povo sem soberania, nenhuma pessoa sem dignidade, nenhuma criança sem infância, nenhum jovem sem possibilidades, nenhum idoso sem uma veneranda velhice”.

A vida do povo, como Igreja povo e pobre, ministerial e sinodal, mostram o caminho que devemos trilhar nessas análises de conjuntura da Colegiada das CEBs.

Além da Análise de Conjuntura, projeto agora estabelecido pela Colegiada das CEBs do Regional Sul 1, formada por representantes das diferentes sub-Regiões, e acompanhados pelo bispo referencial dom José Benedito Cardoso, as reuniões ordinárias tem sido mantidas virtualmente desde o início da pandemia, para que os vínculos permaneçam e os projetos sejam encaminhados. Na reunião do início do ano, em Barrinha, avaliou-se a caminhada. Nas 3 reuniões virtuais seguintes, os temas discutidos foram: 1) A pandemia e as CEBs; 2) O pós-exilio e a reconstrução após a pandemia; 3) Ciclo de debates e articulação. Mais uma está agendada para 20 e 21 de novembro. Todas as reuniões são iniciadas na sexta à noite, com momento de espiritualidade, à luz ofício divino das comunidades.

O ofício divino e os momentos de espiritualidade também têm marcado a vida das CEBs nesse momento de pandemia. Ao menos uma vez por mês, o grupo tem se reunido, neste espaço aberto a participação de outras pessoas, para rezar junto e animar os trabalhos. Tem sido uma experiência rica que fortalece a caminhada.

Para o momento eleitoral, em sintonia com outros organismos e pastorais da CNBB Sul I, as CEBs Sul I colaborou na organização da cartilha sobre política e eleições em 2020, com orientações em sintonia com o Evangelho e a Doutrina Social da Igreja.

As Comunidades Eclesiais de Base ainda tem articulado nas dioceses e municípios, apesar da pandemia, momentos de estudo e articulação de colegiados. Como Igreja que são, as CEBs querem ajudar a edificar, nos passos do Crucificado-Ressuscitado e motivados pelas insistências do papa Francisco, uma Igreja com opção pelos pobres, unindo fé e vida, com uma leitura popular da Bíblia, ministerial e povo de Deus, atenta às futuras gerações – juventude e com a lógica de uma ecologia integral.

Para contatos com a Colegiada estadual das CEBs, falar com a Sílvia Macedo, coordenadora estadual das CEBs em âmbito Regional.

Da redação do Regional Sul 1, Com informações da colegiada das CEBs.

Fonte: https://cnbbsul1.org.br/cebs-promove-ciclo-de-debates-sobre-analise-de-conjuntur

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.