Moradores da Praia do Futuro realizam protesto contra falta de investimentos

No último , 25 de janeiro, no início da noite, centenas de moradores da Praia do Futuro realizaram um protesto na Beira Mar, reivindicando investimentos em suas comunidades.

Adultos, idosos e crianças, cerca de 300 pessoas, entoaram cânticos religiosos e músicas populares, organizados pelas Comunidades Eclesiais de Base, caminharam da Estátua de Iracema, passando pela Av. Monsenhor Tabosa até a Av. Abolição.

Em virtude de se completar um ano do crime ambiental de Brumadinho (MG), também se somou ao ato o Movimento dos Atingidos por Barragens.

Dentre as várias falas realizadas por líderes comunitários e movimentos sociais, foram alvo das críticas presidente, governador e prefeito. Bolsonaro pelo desemprego e desinvestimentos em saúde e educação. Camilo pela reforma previdenciária estadual. Mas o mais criticado foi o prefeito Roberto Cláudio, que , segundo os padres Tiago e Martinho, privilegiar reinvestir milhões na Beira Mar, bairro já coberto por todos os serviços, enquanto os bairros mais carentes, onde mora a maioria da população, necessitam dos mais elementares serviços de saneamento, drenagem, creches, unidades de saúde, regularização fundiária.

O protesto teve um caráter ecumênico, com a presença de pastores da igreja Betesda. O ato, que teve inicio às 18h, se encerrou às 20h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *