26ª Romaria dos Mártires em Rondonópolis-MT

Caminhada reúne 10 mil pessoas em Rondonópolis  (Regional Oeste 2)  

Com forte presença das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), aproximadamente 10 mil pessoas participaram da 26ª Romaria dos Mártires em Rondonópolis-MT. A caminhada celebrou a memória daqueles que morreram pelas causas da justiça e da paz e com o objetivo de difundir a importância dos biomas. A romaria ocorreu no domingo (02) e foi promovida pela Diocese de Rondonópolis-Guiratinga. As CEBs auxiliaram na organização e na animação da caminhada ao lado de pastorais, movimentos, serviços e organismos da igreja.   Além da cidade-sede, houve a participação de romeiros de vários municípios vizinhos, como Pedra Preta, São José do Povo, Guiratinga, São Pedro da Cipa e Jaciara. A romaria teve início às 16h na antiga rodoviária e seguiu até o cais, perto do rio Vermelho, encerrando-se com missa celebrada pelo bispo dom JuventinoKestering e acompanhada por diversos padres.

Margarida Alves, Simão Bororo, Dom Oscar Romero, Chico Mendes, padre Josimo e DorcelinaFolador foram alguns dos mártires lembrados entre cantos, estandartes e palavras de luta. Já o tema da Campanha da Fraternidade – “Biomas brasileiros e defesa da vida” – teve dança de grupos escolares e oferenda de alimentos do Cerrado por trabalhadores rurais. Índios da região também participaram da simbologia.   O tema da Campanha da Fraternidade deste ano toca em uma ferida aberta em Mato Grosso, considerado o celeiro do país: o agronegócio de exportação, tão danoso à saúde, à terra e à reforma agrária. Dom Juventino aproveitou a ocasião para chamar a atenção para a preservação de todos os biomas brasileiros (Cerrado, Caatinga, Pampa, Mata Atlântica, Amazônia e Pantanal). E fez uma convocação ao povo para continuar participando das decisões políticas. A romaria também serviu de espaço para ecoar os protestos contra as reformas da Previdência e Trabalhista e a Lei das Terceirizações.

26ª Assessoria CEBs-Diocese de Rondonópolis-Guiratinga (Regional Oeste 2)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.