Shadow

8º Intereclesial das CEBs Sul 2- Mensagem de Dom Manoel João Francisco

As CEBs Regional Sul 2 realiza neste mês de julho o 8º Intereclesial, desta vez de forma online  e tem  como tema: CEBs uma IGREJA em Saída na Defesa da Vida das Juventudes e lema: “O meu desejo é a vida do meu povo”. (Est 7, 3).

Dom Manoel João Francisco, referencial das CEBs Regional Sul 2 participou da abertura do encontro, lembrando a missão profética das CEBs,na defesa da vida, em especial na acolhida das juventudes: “Tenhamos a certeza, em nossos dias, com ajuda de Deus, nosso Salvador, também haveremos de libertar da morte todos os que estão morrendo antes do tempo. Nossos jovens serão os protagonistas desta conquista. Daí a importância das CEBs, engajá-los e motivá-los.”

Leia na íntegra essa bonita mensagem:

Prezadas irmãs, prezados irmãos, companheiras e companheiros de caminhada nas Comunidades Eclesiais de Base (CEBs). Com esta celebração, estamos iniciando o 8º Intereclesial do Paraná que tem como tema, “CEBs, Igreja em saída, na defesa da vida das juventudes”, e, como lema, “o meu desejo é a vida do meu povo” (Ester, 7,3).

Nesta celebração, Ester está sendo apresentada como uma matriarca que recebe e apresenta seus filhos. A imagem que a Bíblia apresenta dela é a de uma jovem, lutadora, guerreira que se empenha na luta de salvação de seu povo. Ester não teve vida fácil. Nasceu num país estrangeiro, para onde seus pais tinham ido como prisioneiros de guerra. Ficou órfã de pai e mãe quando ainda era pequena. Foi adotada como filha por um primo adulto chamado Mardoqueu. O tempo passou, e ela foi escolhida para ser a rainha de um povo que não era o seu. Por circunstância própria dele, um ministro do Rei planejou o extermínio do povo judeu naquele país. Ester, motivada pelo primo e pai de criação assume a defesa do povo, mesmo correndo risco de ser morta. Aliás, diante do risco de morte Ester teve um momento de indecisão. Mardoqueu, seu pai de criação, insistiu para que não desistisse, dizendo, se tu tentas salvar nosso povo, tu podes morrer, mas serás lembrada como heroína, se desistes, tu não serás poupada, morrerás com todos nós, como uma covarde e traidora do povo. Mardoqueu foi o adulto que provocou o engajamento de Ester. Mardoqueu representa os adultos e mais avançados em idade.

Nós precisamos animar, incentivar os jovens em sua fé, e engajá-los nas lutas de respeito à vida e à dignidade das pessoas. No nosso estado do Paraná, a vida do povo, principalmente dos índios, dos quilombolas, dos sem terra está ameaçada. A vida dos jovens também corre muito risco. 17% dos jovens paranaenses entre 15 e 29 anos fazem parte da geração nem-nem. Nem trabalham, nem estudam. Três em cada dez mortes por Covid 19, no Paraná são jovens. A morte no trânsito no Paraná é liderada por jovens. O homicídio é também muito elevado entre os jovens paranaenses. A morte de todo esse povo precisa ser evitada. Os jovens, a exemplo, da jovem Ester estão sendo convocados para esta missão. A nós adultos e mais avançados em idade, a exemplo de Mardoqueu cabe a tarefa de incentivá-los, estando ao seu lado na mesma luta. É claro que Deus precisa estar conosco. Daí a necessidade de invoca-lo, como fizeram Ester e Mardoqueu. Ester no palácio com suas damas de honra passou três dias em oração e em jejum. Mardoqueu convocou os judeus que moravam em Susa, cidade onde morava o rei, e também passaram três dias em oração e jejum. Com a ajuda de Deus e a ação de Ester e Mardoqueu, todo o povo judeu foi salvo da morte.

Tenhamos a certeza, em nossos dias, com ajuda de Deus, nosso Salvador, também haveremos de libertar da morte todos os que estão morrendo antes do tempo. Nossos jovens serão os protagonistas desta conquista. Daí a importância de as CEBs, engajá-los e motivá-los. O Papa Francisco, neste sentido é o maior incentivador. Por ocasião de sua viagem ao Rio de Janeiro, a primeira viagem internacional depois de ter sido eleito papa assim se expressou aos adultos, no texto bíblico, representados por Mardoqueu.

“A juventude é a janela pela qual o futuro entra no mundo e, por isso, nos impõe grandes desafios. A nossa geração se demonstrará à altura da promessa contida em cada jovem quando souber abrir-lhe espaço; tutelar as condições materiais e imateriais para o seu pleno desenvolvimento; oferecer a ele fundamentos sólidos, sobre os quais construir a vida; garantir-lhe segurança e educação para que se torne aquilo que ele pode ser; transmitir-lhe valores duradouros pelos quais a vida mereça ser vivida, assegurar-lhe um horizonte transcendente que responda à sede de felicidade autêntica, suscitando nele a criatividade do bem; entregar-lhe a herança de um mundo que corresponda à medida da vida humana; despertar nele as melhores potencialidades para que seja sujeito do próprio amanhã e corresponsável do destino de todos”.

Na mesma viagem dirigindo-se aos jovens, na noite de vigília, assim se expressou: “O coração de vocês, coração jovem, quer construir um mundo melhor. Acompanho as notícias do mundo e vejo que muitos jovens, em tantas partes do mundo, saíram pelas estradas para expressar o desejo de uma civilização mais justa e fraterna. Os jovens nas estradas; são jovens que querem ser protagonistas da mudança. Por favor, não deixem para outros o ser protagonistas da mudança! Vocês são aqueles que tem o futuro! Vocês… Através de vocês, entra o futuro no mundo. Também a vocês, eu peço para serem protagonistas desta mudança. Continuem a vencer a apatia, dando uma resposta cristã às inquietações sociais e políticas que estão surgindo em várias partes do mundo. Peço-lhes para serem construtores do mundo, trabalharem por um mundo melhor. Queridos jovens, por favor, não «olhem da sacada» a vida, entrem nela. Jesus não ficou na sacada, mergulhou… «Não olhem da sacada» a vida, mergulhem nela, como fez Jesus.

Queridos amigos, não se esqueçam: Vocês são o Campo da Fé! Vocês são os atletas de Cristo! Vocês são os construtores de uma Igreja mais bela e de um mundo melhor. Elevemos o olhar para Nossa Senhora. Ela nos ajuda a seguir Jesus, nos dá o exemplo com o seu “sim” a Deus: «Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua Palavra» (Lc 1,38). Também nós o dizemos a Deus, juntos com Maria: faça-se em mim segundo a Tua palavra. Assim seja!

Dom Manoel João Francisco – Referencial das CEBs Regional Sul 2

Você também pode acompanhar  acessando:

🖌 02/07 – sexta-feira – 20h00 – Celebração de Abertura. (Plataforma YouTube) aberta a todos. Acessem: CEBs Regional Sul 2 https://youtu.be/WBlVwa5S9_g  

🖌 12/07 – segunda-feira – 20h00 (Plataforma YouTube) – Celebração dos Mártires e Defensores da Vida. Acessem: CEBs Regional Sul 2 https://youtu.be/WBlVwa5S9_g 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.