AMPLIADA DAS CEBs do BRASIL: A força da pequena semente!

Neste final de semana, dias 30 e 31 de janeiro, a Equipe Ampliada das CEBs do Brasil está reunida com o Secretariado do 15º Intereclesial, assessores e convidados. A reunião ampliada das CEBs acontece anualmente, na diocese responsável pela acolhida do Intereclesial. O 15º  acontecerá    na cidade de Rondonópolis-MT, de 18 a 22 de julho de 2023 e tem como Tema:  “CEBs: Igreja em Saída na busca da Vida Plena para Todos e Todas” e lema “Vejam! Eu vou criar novo céu e uma nova terra…” (Is 65,17ss). Este ano, em razão dos riscos de contaminação pela COVID 19 e das medidas de prevenção o encontro acontece de forma remota, pelas plataformas digitais. Estão participando aproximadamente 80 pessoas dos diversos regionais das CNBB. Também se fazem presentes   Dom Juventino, bispo Rondonópolis/Guiratinga-MT, diocese anfitriã; Dom Gabriele, bispo de Floresta-PE, referencial das CEBs do Brasil e Dom Giovane Pereira de Melo, como convidado. 

A reunião teve início com oração e recordação da vida.  Animados pelo canto “Trovas ao Cristo Libertador” de Dom Pedro Casaldáliga   e   o grito profético: “Viva a Esperança”, todos e todas rogaram ao Deus da Vida: “que o povo se encha de toda a alegria e paz” pela fé no Ressuscitado. 

Dom Juventino Kestering ressaltou que “é um grande desafio organizar um Intereclesial nesses tempos de pandemia, sem descuidar do objetivo principal que é animar as comunidades, revitalizando-as nesse tempo novo, envolvendo as juventudes, dando lugar aos que chegam, especialmente as novas lideranças, renovando a comunhão com a Igreja do Brasil, nos ensinamentos do Papa Francisco, atentos aos desafios da cultura urbana, com suas periferias geográficas e existenciais.

É preciso tornar essa terra um jardim verdadeiro, pela força do Espírito Santo e fortalecidos pela comunhão de cada um e de cada uma”!

O referencial das CEBs do Brasil Dom Gabriele afirmou que as comunidades são “A força da pequena semente! Quanta força um pequeno broto tem que fazer para romper a escuridão da terra e aparecer! ” Segundo ele, nesses tempos de incertezas e sofrimentos “é preciso tornar essa terra um jardim verdadeiro, pela força do Espírito Santo e fortalecidos pela comunhão de cada um e de cada uma”!

Nos momentos seguintes as grandes regiões fizeram uma bonita partilha, apresentando os desafios, alegrias e esperanças para as comunidades eclesiais de base. (Traremos esse relato numa próxima matéria)

“O Esperançar das CEBs a faz crescer na igreja e na sociedade”

Para a formação foi convidado o Pe Francisco Aquino Júnior que apresentou uma reflexão com o tema: “O Esperançar das CEBs a faz crescer na igreja e na sociedade” Pe. Aquino trouxe elementos importantes para a caminhada das CEBs, partindo do Concilio Vaticano II até o sonho da Igreja Sinodal apresentada pelo Papa Francisco. “Pensar uma Igreja Sinodal compreende uma mudança de mentalidade, de hábitos, de cultura e de estruturas. A dureza e as dificuldades não podem ser empecilho. Não podemos abrir mão da comunidade. A comunidade é fermento de fraternidade, com fraternidade, ternura e delicadeza nas relações, sem entrar na lógica das disputas e sim de conversão pessoal e engajamento nas lutas e movimentos sociais, sempre em vista da implantação do Reino de Deus. ”A manhã encerrou-se com a Fila do Povo.

A tarde acontecerá uma reflexão sobre os grupos de trabalho da Ampliada Nacional das CEBs, espaço de participação e planejamento e comunhão.

Leoni Alves Garcia – Comunica 15.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.