Carta da Colegiada das CEBs

Carta da Colegiada das Comunidades Eclesiais de Base do Estado de São Paulo

 “Quem tem ouvidos ouça! Eu digo a vocês: Se eles se calarem, as pedras gritarão.”

  A Colegiada Estadual das CEBs Regional Sul1 se reúne na cidade de Birigui, sub região Botucatu. Acolhidos e acolhidas na Comunidade São Benedito e São Cristovão, com a presença das sub-regiões Aparecida, Botucatu, Campinas, Ribeirão Preto 1, Ribeirão Preto 2, São Paulo 1 e São Paulo 2.

No decorrer dos últimos meses com a colaboração e orientação do amigo Mauro Kano o qual agradecemos, tivemos momentos de reflexões e estudos sempre no contexto de reorganização de nossas Comunidades Eclesiais de Base onde nos propomos a buscar e construir juntos instrumentos de transformação social e eclesial.

Nosso caminhar e agir devem ser sempre em comunhão com as pessoas colocadas à margem da sociedade, nosso testemunhar com os pés no chão. É preciso irmos onde ninguém quer chegar. Temos a missão de sermos o marco de esperança onde os pobres possam se tornarem sujeitos e os protagonistas da mudança.

Alegramo-nos com a presença do Padre Fontes, que é da Diocese de Uberaba/MG, nos agraciou com sua companhia, sabedoria e simpatia. Será sempre bem vindo em nosso meio.

Queremos convidar todas as comunidades para participarem dos momentos preparados com muito amor que são o Seminário de assessores/as e animadores/as das CEBs, no mês de abril entre os dias 15 a 17, com o Tema: Casa comum – CEBs e Mundo Urbano; nossa 16ª Romaria Estadual das CEBs a Aparecida, no dia 15 de maio com o tema: “Na casa da Mãe Aparecida, o grito das CEBs por direito e justiça na cidade” e a Romaria dos Mártires nos dias 16 e 17 de julho em Ribeirão Cascalheiras, na Prelazia de São Félix do Araguaia/MT.

Nossa gratidão às famílias e às comunidades que nos acolheram com carinho e alegria. Celebramos e vivenciamos junto às famílias suas lutas e esperanças.

Encerrando mais um encontro onde refletimos, partilhamos e construímos, irmanados na fraternidade e na unidade, sigamos firmes na nossa missão de discípulas e discípulos do Mestre, o Senhor da Misericórdia, que nos chama e envia.

Quando o dia anoitece e o sol se põe, fazendo adormecer a natureza, nos encontremos sempre vigilantes.

Birigui, 21 de fevereiro de 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.