Vem aí o 34º Encontro Diocesano de CEBs!

 

Em união com as comunidades da nossa Diocese estamos organizando a preparação do 34º Encontro Diocesano das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) que será realizado na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, de Horizontina,

Forania de Três de Maio, dias 7 e 8 de outubro de 2017.

            O tema do 34º Encontro: “CEBs e a vida urbanizada” e o lema: Eu vi e ouvi os clamores do meu povo e desci para libertá-lo” (Ex 3,7).

            O tema deste ano mergulha dentro no desafiador mundo urbano em sintonia com a preparação do Encontro Nacional a realizar-se em janeiro de 2018 em Londrina, Paraná.

            Muito ainda se pergunta: Falamos tanto das CEBs, mas o que são mesmo as CEBs? As CEBs não tem definição. Experimenta-se; vive-se; e delas se participa. As CEBs são a Igreja do Papa, dos pobres, são nossas comunidades onde os leigos tem voz e vez.

            As CEBs surgiram no Brasil como expressão de adequação ao Concilio Vaticano II e num contexto de cerceamento da liberdade com a ditadura militar. Mas quem as oficializou na Igreja foi o Cardeal, nosso 1º Bispo Diocesano D. Aloísio Lorscheiter com a decidida expressão: “A comunidade eclesial de Base no Brasil é Igreja- um novo modo de ser Igreja”.

            Em 1966 os Bispos do Brasil fizeram opção pelas CEBs para tornar a Igreja mais viva, mais corresponsável, mais integrada. As CEBs deveriam urgentemente renovar as Paróquias.

            No ano de 1979, em Puebla, os Bispos latino-americanos expressaram este compromisso: “Como pastores queremos resolutamente promover, orientar e acompanhar as CEBs de acordo com o espírito de Medellín”.( Pb, 648).

            Dom Luciano Mendes de Almeida que esteve diante da CNBB por vários anos pensava que toda Igreja deveria se tornar CEBs: “A Igreja é chamada a ser um sinal do Reino de Deus no mundo e as CEBs são chamadas a ser um sinal para a Igreja”.

As CEBs nos fazem entrar em contato com Bíblia pela valorização e incentivo a cursos bíblicos. As CEBs nos comprometem com as causas sociais e com os pobres. As CEBs procuram ser agentes de transformação tanto na Igreja como na sociedade.

Muitas vocações sacerdotais e religiosas foram despertadas pelas CEBs. Muitos jovens e leigos começaram a se engajar com uma Igreja mais alegre e comprometida.

O Papa Francisco afirma que cabe às CEBs ajudar a Igreja a sair da auto- referencialidade e da clericalização apostando em três elementos principais:

  • Valorização da fé popular;

  • Os grupos de reflexão bíblica;

  • Leitura orante e popular da Bíblia;

  • E os Conselhos de Pastoral.

Por fim, devemos concordar com o Pe. Nelito Dornelas: “As CEBs não são o futuro da Igreja, o fato é que sem as CEBs a Igreja não tem futuro”.

 

Pe. Eugênio João Hartmann

(Coordenador Diocesano das CEBs)

Bispo Diocesano: Dom Liro Vendelino Meurer

Coordenador de Pastoral: Pe. Aloísio Ruedell

Coordenador Diocesano das CEBs: Pe. Eugênio João Hartmann

Vice-Coordenador: Givago Petri Trentini

Representante no Regional e Nacional: Neidi Paula Heck

Representante das Pastorais: Aládio Dullius

Representantes da Foranias

Pároco da Paróquia de Horizontina: Frei Leandro Joel Defendi

Por Neidi Paulo – extraído do site:

https://www.diocesedesantoangelo.org/single-post/2017/08/31/HORIZONTINA-ACOLHER%C3%81-A-CEBs-DA-DIOCESE

PROGRAMAÇÃO:
Nos dias 07 e 08 de outubro, na Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Horizontina, estará acontecendo o 34º Encontro Diocesano de CEBs. 
    O encontro terá a seguinte programação:
Dia 07, sábado:
8:15h – Acolhida no trevo da cidade
8:30h – Recepção, credenciamento e lanche
9h – Acolhida, abertura, apresentação, memória e oração
10h – Apresentação das Sínteses das Paróquias
10:30h – Exposição dos Assessores (VER e JULGAR)
12:15h – Almoço
13:30h – Continuação da Exposição do VER e JULGAR
14:15h – Exposição das Assessoras do AGIR
15h – Trabalhos em Grupos
16:30h – Intervalo e Lanche
16:45h – Plenária e Fila do Povo
17:45h – Encaminhamentos para as Comunidades
18h – Saída para as Comunidades
18:30h – Celebração nas Comunidades
 
Dia 08, Domingo:
8:30h – Romaria das Comunidades ao redor da Praça da Matriz
9h – Celebração Eucarística
10:15h – Lanche
10:30h – Leitura Prévia da Carta
11h – Encaminhamentos para o Encontro Nacional de CEBs
12h – Almoço
13h – Apresentações artísticas e recreação
14:30h – Encaminhamentos, comunicações, avaliação
15:30h – Celebração de envio com leitura/entrega da carta
16h – Encerramento
    Os cartazes, fichas de inscrição  e o texto-base já estão nas Paróquias. Faça já sua inscrição! Participe do encontro das comunidades da Diocese de Santo Ângelo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.