– LESTÃO

DESAFIO DE SER MULHER

- LESTÃO, 14º Intereclesial
Por Magda Melo  A questão da mulher é uma questão de toda a humanidade. Pode parecer pretensão essa afirmação, redução de todos os grandes problemas atualmente vividos a um único problema, entretanto, não é essa a pretensão. Ao contrário, é uma percepção profunda de que, a partir do acordar da consciência histórica das mulheres, está se operando uma mudança qualitativa na humanidade, mudança que nos sugere uma nova antropologia presidindo as relações humanas. A mulher por ser discriminada não somente sexualmente, mas, em todas as dimensões, esferas, em suas atitudes que compõe o universo feminino, é que sofrem as maiores consequências, assim, tem procurado ocupar seu espaço na proporção em que é discriminada, excluída, marginalizada. A mulher foi assimilada à fraqueza da carne, à sensu
DESAFIO DE SER MULHER – QUININHA LESTE 1

DESAFIO DE SER MULHER – QUININHA LESTE 1

- LESTÃO, 14º Intereclesial
08 de março - Dia da Mulher! O que significa, para mim, ser mulher? Que contribuição tenho dado para “gerar” consciências novas e transformadoras capazes de espalhar pelo mundo marcas femininas de ternura, de sensibilidade, de transparência ética e de conduta ilibada? Nesta data dedicada às mulheres eu penso o quão complicado e difícil é comemorar esta data sem ser piega, sentimentalista, sonhadora e infantil. Claro que gosto de ganhar flores, abraços, parabéns, reconhecimentos. Mas o Dia da Mulher é, ou deveria ser, muito mais que isso. Poderia ser um dia de conscientização e de muitas perguntas. E me vêm à cabeça algumas delas… O que significa, para mim, ser mulher? Que contribuição tenho dado para “gerar” consciências novas e transformadoras capazes de espalhar pelo mundo marcas femin
SEMINÁRIO DE ASSESSORES E ASSESSORAS DE CEBs REGIONAL LESTE

SEMINÁRIO DE ASSESSORES E ASSESSORAS DE CEBs REGIONAL LESTE

- LESTÃO, 14º Intereclesial
SETOR CEBs da CNBB e ISER ASSESSORIA PROMOVEMSEMINÁRIO DE ASSESSORES E ASSESSORAS de CEBs REGIONAL LESTE Entre os dias 17 e 19 de março de 2017 acontecerá o  primeiro SEMINÁRIO DE ASSESSORES E ASSESSORAS DAS CEBs, promovido pelo SETOR CEBs da CNBB E ISER ASSESSORIA. O encontro  acontecerá em terras mineiras, no RECANTO SÃO JOSÉ – Casa das Religiosas Franciscanas Alcantarinas, em Belo Horizonte e acolherá  todo  o Regional Leste. "Acreditamos na caminhada que se faz no dia a dia, nas pequenas experiências vivenciadas nas diversas realidades por esse Brasil afora. Nesse sentido, a primeira reflexão  será uma exposição de três realidades de CEBs no mundo urbano a partir das experiências dos três estados presentes: Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Esse momento será seguido pe

“Deus, que nos criou sem nós, não quis salvar-nos sem nós”(

- LESTÃO, 14º Intereclesial
Publicado por Pe. Nelito Dornelas em 19/06/2016 às 23h28 Por Pe. Nelito Dornelas “Deus, que nos criou sem nós, não quis salvar-nos sem nós”(Santo Agostinho) As Comunidades Eclesiais de Base têm, geralmente, uma presença ativa na sua localidade e na sociedade mais ampla, através de diferentes tipos de atividades. Elas sempre contribuíram, direta ou indiretamente, com a militância sócio transformadora da sociedade, sustentando-a com sua reserva moral, ética e espiritual. Como o Bom Samaritano, souberam cultivar uma verdadeira espiritualidade do cuidado e da justiça, na vivência de uma verdadeira Santidade Política que se concretizou ao longo dos anos através de suas ações, como: ð  solidariedade com as causas populares; ð  resistência e a esperança pascal nos conflitos sociais e nas perseg

Magda Melo

- LESTÃO, 14º Intereclesial
Magda melo Publicado em 19/06/2016 às 23h23 Não é a toa que a palavra CALMA tem uma ALMA dentro dela. Não é a toa que a palavra CORAÇÃO tem uma ORAÇÃO dentro dela. Não é a toa que o verbo AMAR tem um MAR inteiro dentro dele. É na calmaria do coração, que nossa oração se agiganta na alma, nos leva e trás no caminho certo.    Tudo a seu TEMPO. Anônimo Por Magda Melo Queridas/os irmãs/os de fé e caminhada! O nosso jeito de viver e ser Igreja faz com que cada dia seja especial para nós. A utopia da comunhão e fraternidade, pois formamos uma comum unidade, nos impulsiona a seguir em frente com determinação, e assim, nos encontros, na formação e oração vamos caminhando, sendo pontes e viajantes e seguindo adiante nessa caminhada tão marcante. Vemos, ouvimos, partilhamos, nos integramos, nos te
SEMINÁRIO DAS CEBs REGIONAL LESTE

SEMINÁRIO DAS CEBs REGIONAL LESTE

- LESTÃO, 14º Intereclesial
SEMINÁRIO DE ASSESSORES E ASSESSORAS de CEBs REGIONAL LESTE AS CEBs e o DESAFIOS DE SER IGREJA NO MUNDO URBANO Entre os dias 17 e 19 de março de 2017 aconteceu  o  primeiro SEMINÁRIO DE ASSESSORES E ASSESSORAS DAS CEBs, promovido pelo  SETOR CEBs da CNBB E ISER ASSESSORIA. O encontro  se deu  em terras mineiras, no RECANTO SÃO JOSÉ – Casa das Religiosas Franciscanas Alcantarinas, em Belo Horizonte e acolheu   todo  o Regional Leste sendo os estados de Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. O tema refletido foi: As Cebs e os desafios de ser Igreja no mundo urbano. A expectativa que tínhamos no início era de acontecer uma articulação, partilha, convivência, conhecimento, experiência das realidades do mundo urbano. Foi um seminário que nos apontou horizontes novos para enfrentar os
Ramos nas mãos

Ramos nas mãos

- LESTÃO, 14º Intereclesial
Dom Paulo Mendes Peixoto Arcebispo de Uberaba Ramos nas mãos! Ele assumiu em Si o sofrimento do povo, principalmente dos pobres, dos indefesos e marginalizados de todos os tempos e lugares, maltratados por más administrações. A Semana Santa começa fazendo alusão aos ramos que as pessoas levam para as celebrações do domingo que a antecede. Simboliza a forma singela usada para acolher, na cidade de Jerusalém, Aquele que seria o alvo dos holofotes de toda a semana. Jesus entra na cidade, de forma triunfal, sendo acolhido com ramos, tapetes e gritos de “Hosana” pela grande multidão que O apreciava. Começa ali um clima de amargura e sofrimento, provocado pelas autoridades de então. Por isso Jesus é chamado de “Servo sofredor”, porque Ele assumiu na carne as realidades da Paixão, que cu