Entrevistas

“Ser discípulo de Jesus não é só rezar e celebrar, mas é também compromisso com a vida”. Entrevista com Dom André de Witte.

“Ser discípulo de Jesus não é só rezar e celebrar, mas é também compromisso com a vida”. Entrevista com Dom André de Witte.

- NORDESTÃO, Destaque, Destaque News, Entrevistas
A diocese de Ruy Barbosa, no interior do estado da Bahia, está de festa, um acontecimento que vai ser comemorado no próximo domingo, 25 de agosto com uma romaria vocacional, no povoado de Alagoas, município de Itaberaba, o lugar onde morou Maria Milza, que nessa região tem fama de santa. O motivo desse evento está nos 60 anos da criação da diocese e os 25 anos de ordenação episcopal de Dom André de Witte, que lá desenvolveu todo o seu ministério como bispo. Quase no final do seu ministério como bispo titular, no dia 31 de dezembro completa 75 anos, a idade canónica para apresentar a renúncia, Dom André de Witte olha para trás e lembra sua história no Brasil, que começou em 1976, quando desceu em Recife do barco que o trouxe da Bélgica, sua terra natal. De lá foi para a diocese de Alag
“Como indígena vejo que o Sínodo é uma grande oportunidade de sermos conhecidos pela Igreja toda”. Entrevista com Pe. Justino Sarmento Rezende.

“Como indígena vejo que o Sínodo é uma grande oportunidade de sermos conhecidos pela Igreja toda”. Entrevista com Pe. Justino Sarmento Rezende.

- NORTÃO, Destaque, Destaque News, Entrevistas
Como indígena vejo que é uma grande oportunidade de sermos conhecidos pela Igreja toda, e nós próprios indígenas redescubramos o grande valor que nós temos no mundo e os valores que os povos apresentam numa perspectiva de contribuir para fazer ecoar a voz indígena em defesa do mundo, em defesa da ecologia, na questão dos rios, florestas, as grandes tradições, pequenas tradições também do dia-a-dia. A primeira vez que conversei com o Padre Justino Sarmento Rezende, ele me falou que antes de ser salesiano já era indígena. Com o tempo fui descobrindo que essa afirmação não era gratuita e que ele pode ser considerado como um construtor de pontes entre duas cosmovisões, duas formas de entender a vida, bem mais próximas do que muita gente poderia pensar: o mundo indígena e o mundo cristão.
“Que o Sínodo nos ajude a ser mais cristãos, mais Igreja e mais responsáveis”, entrevista com Dom Eugenio Coter

“Que o Sínodo nos ajude a ser mais cristãos, mais Igreja e mais responsáveis”, entrevista com Dom Eugenio Coter

- NORTÃO, Destaque, Destaque News, Entrevistas
O vicariato de Pando ocupa o extremo norte da Bolívia, fronteira com o Brasil e o Perú, no meio da floresta amazônica. Alí é Bispo desde 2013 Dom Eugenio Coter, nascido em Bergamo, Itália, terra natal de São João XXIII, de onde chegou como missionário à Bolívia no início dos anos noventa. Dentro do processo do Sínodo para a Amazônia, Dom Coter desempenhou um papel proeminente, pelo fato dele fazer parte do Conselho Presinodal. Isso permitiu que ele estivesse por dentro dos documentos que foram preparados. Ao falar do Instumentum Laboris, reconhece que “é um documento que nasce da pastoral e da vivência eclesial”, de uma Igreja encarnada. Nesta entrevista, o bispo do Vicariato de Pando aborda questões que estão presentes na discussão sinodal, incluindo aquelas que criam controvérsias
“O discurso do governo hoje é acabar com a população indígena”. Entrevista com Rosimere Teles, da União das Mulheres Indígenas da Amazônia Brasileira.

“O discurso do governo hoje é acabar com a população indígena”. Entrevista com Rosimere Teles, da União das Mulheres Indígenas da Amazônia Brasileira.

- NORTÃO, Destaque, Destaque News, Entrevistas
“o grande bem comum que Deus nos deixou é a vida, e a vida depende do que a gente cuida”. Os povos indígenas são provavelmente o coletivo que mais tem enfrentado de forma mais clara e direta as políticas do atual governo brasileiro. Em diferentes níveis os povos originários estão dando passos que os levem a garantir os direitos recolhidos na Constituição de 1988, principalmente o território. Nesse contexto, vai acontecer em Brasília de 9 a 13 de agosto, a 1ª Marcha das Mulheres Indígenas, que espera reunir umas duas mil mulheres indígena de todo o Brasil, em volta da temática, “Território: nosso corpo, nosso espírito”. Uma das participantes dessa marcha será Rosimere Maria Vieira Teles, que faz parte da coordenação da Rede das Mulheres Indígenas do Estado do Amazonas – Makira-Êta, e
O Sínodo pede da Igreja “se envolver mais em defesa da vida e dos direitos dos povos da Amazônia”. Entrevista com Chico Loebens, do CIMI

O Sínodo pede da Igreja “se envolver mais em defesa da vida e dos direitos dos povos da Amazônia”. Entrevista com Chico Loebens, do CIMI

- NORTÃO, Destaque, Destaque News, Entrevistas
As ameaças aos povos indígenas têm se tornado uma constante desde a chegada ao poder do atual governo brasileiro, que segundo Guenter Francisco Loebens, mais conhecido como Chico do CIMI, promove uma política “orientada ao contrário do bem comum”, que faz realidade “um processo de vulnerabilidade da vida dos povos indígenas”. Depois de 40 anos trabalhando no Conselho Indigenista Brasileiro nos estados de Amazonas e Roraima, Chico Loebens reconhece com temor que “a força do poder económico é muito grande”, mas também que “os povos indígenas têm sido o segmento da sociedade brasileira que de forma mais ágil tem se mobilizado para assegurar seus direitos nesse atual contexto”. Ele afirma que com o processo sinodal, “vai se ampliando dentro da nossa Igreja esse sentido, essa solidariedade c
“O Papa Francisco nos leva a recuperar a vida de São Luis Maria de Montfort, a paixão pelos que sofrem”. Entrevista com Pe. Luiz Stefani, geral dos Monfortinos

“O Papa Francisco nos leva a recuperar a vida de São Luis Maria de Montfort, a paixão pelos que sofrem”. Entrevista com Pe. Luiz Stefani, geral dos Monfortinos

- NORTÃO, Destaque, Destaque News, Entrevistas
O Pe. Luiz Augusto Stefani é superior geral da Companhia de Maria, também conhecidos como monfortinos, desde 11 de maio de 2017. O religioso brasileiro reconhece que hoje a congregação tem mudado, se tornando uma congregação com um rosto do hemisfério sul, algo que se manifesta até na composição do governo geral. Fundados por São Luis de Montfort, a quem o atual geral da congregação define como “um santo de mentalidade sem fronteiras”, e com “uma espiritualidade profunda de que Jesus Cristo está presente no povo que sofre”, o carisma do fundador “nos leva a recuperar essa dimensão de vida..., de uma Igreja em saída, uma Igreja que não só esteja nas periferias do mundo, ou nos lugares menos buscados para a missão, mas uma presença de amor, aumentar ainda mais o carinho, o amor e a compai
Secretariado envia mensagem às CEBs da  Amazônia

Secretariado envia mensagem às CEBs da Amazônia

- NORTÃO, - OESTÃO, 15º Intereclesial, Destaque, Destaque News, Entrevistas
Mensagem ao II Encontrão das Comunidades Eclesiais de Base na Amazônia O Secretariado para o 15º Intereclesial saúda os participantes do II Encontrão das Comunidades Eclesiais de Base na Amazônia. É uma marca da Espiritualidade das CEBs, a vivência comunitária da fé, fundamentada no anúncio da Palavra de Deus encarnada na realidade, no dia-a-dia da comunidade (círculos bíblicos, pastorais, liturgias, formações) e nas ações que visam superar toda forma de injustiça, desigualdade, preconceito, indiferença, racismo, violências existentes na sociedade. São as Comunidades Eclesiais de Base espaço privilegiado de expressão do protagonismo dos cristãos leigos e leigas, verdadeiros sujeitos eclesiais, assumindo seu lugar na Igreja e na sociedade, como “sal, luz e fermento”. Que este II Enc
“A contribuição fundamental dos povos indígenas para a humanidade é uma nova forma de relacionamento com a natureza”, entrevista com Patrícia Gualinga

“A contribuição fundamental dos povos indígenas para a humanidade é uma nova forma de relacionamento com a natureza”, entrevista com Patrícia Gualinga

- NORTÃO, Destaque, Destaque News, Entrevistas
Considerada uma das vozes mais relevantes do povo Kichwa de Sarayaku, Patrícia Gualinga tornou-se referência internacional por defender a Amazônia equatoriana e seus povos, uma terra onde a fronteira extrativista continua avançando, sem respeitar as leis e com o apoio do governo equatoriano, que “se concentrou maciçamente na promoção de atividades extrativistas dentro dos territórios dos povos indígenas”, como ela reconhece. A líder indígena destaca a importância do Papa Francisco, que levou a Igreja a voltar seus olhos para os povos originários. Nesse sentido, Patrícia Gualinga assinala que “o povo pede um maior acompanhamento, a Igreja amiga, a Igreja com rosto de irmão que acompanha os processos onde se cometem injustiças”, algo que pode ser fortalecido com o Sínodo para a Amazônia,
A Igreja não pode ficar em silêncio quando sabe que as pessoas serão prejudicadas.  Dom Geremias Steinmetz

A Igreja não pode ficar em silêncio quando sabe que as pessoas serão prejudicadas. Dom Geremias Steinmetz

Destaque, Destaque News, Entrevistas
Dom Geremias  foi acusado de incitar “uma infiltração esquerdista” na Igreja, em uma carta ao embaixador do Vaticano enviada por um grupo de associações profissionais e patronais da cidade de Londrina, Paraná.  A carta foi publicada em 2 de julho e é assinada por associações comerciais que representam empreiteiras, indústrias metalúrgicas, agricultores, varejistas e associações profissionais de médicos e engenheiros. O documento, que contém ferozes críticas ao arcebispo Geremias Steinmetz, é dirigido ao arcebispo Giovanni D’Aniello, que atua como núncio apostólico no Brasil desde 2012. No documento, as associações elogiam as virtudes dos antecessores de Steinmetz e depois acusam o arcebispo de continuar “permitindo que o PT [Partido dos Trabalhadores] aparelhasse a estrutura da nossa I
“O mundo não tem fronteiras, nós as colocamos”, entrevista com o Padre Andrés Arcila

“O mundo não tem fronteiras, nós as colocamos”, entrevista com o Padre Andrés Arcila

- NORTÃO, Articulação Continental, Destaque, Destaque News, Entrevistas
Gostaria de agradecer a todas as Igrejas da América Latina que abriram não apenas suas fronteiras, mas deram a si mesmas a oportunidade de viver as obras de misericórdia através de todos os gestos que tiveram. Padre Andrés Arcila é Vigário Geral da Diocese de El Tigre, Venezuela, um país onde a migração se tornou uma realidade muito presente. Conhecer a situação dos migrantes venezuelanos é o que o levou a viajar no Brasil. Em sua visita, ele descobriu que, em muitos casos, a situação não é fácil, ele chega falar de "uma situação de depressão, de desespero". Diante dessa realidade, a Igreja venezuelana tenta ajudar, os venezuelanos que estão fora do país e aqueles que estão no próprio país, especialmente idosos e crianças, vítimas de uma situação que é improvável que tenha uma solução