40 DIAS PELO RIO: NAVEGANDO JUNTOS A BOA NOVA DE DEUS A CAMINHO DO SINODO AMAZÔNICO. DIA 37 de NAVEGAÇÃO

Um itinerário espiritual em preparação para o Sínodo

Por  Mauricio López Oropeza Secretário Executivo da REPAM

02 de Outubro

PETIÇÃO PERMANENTE PARA O SÍNODO AMAZÔNICO NO INÍCIO DE CADA DIA:

“Que o Deus da vida e da beleza, o Espírito Santo que nos impulsiona para mais fraternidade, unidade e dignidade, o Cristo encarnado da Boa Nova, da inculturação e da interculturalidade nos proporcionem serenidade, discernimento e coragem para encontrar novos caminhos para a Igreja e para
uma ecologia integral neste SínodoAmazônico. Tudo isso para o bem e a vida de seus povos e comunidades, e para caminhar mais juntos pelo Reino”.

Medite por alguns momentos neste pedido inicial, busque a calma interior para entrar neste momento para navegar pelas águas da Amazônia e a vida da Igreja a serviço de seus povos e comunidades, e para ouvir o chamado de Deus através de sua palavra viva.

Leitura do dia (cada um e cada uma são convidados a aprofundar a leitura completa de acordo com suas próprias necessidades e critérios):

Naquela hora, os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Quem é o maior no Reino dos Céus?” Jesus chamou uma criança, colocou-a no meio deles 3 e disse: “Em verdade vos digo, se não vos converterdes enão vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus. Quem se faz pequeno como esta criança, esse é o maior no Reino dos Céus. E quem acolher em meu nome uma criança como esta, estará acolhendo a mim mesmo. Cuidado! Não desprezeis um só destes pequenos! Eu vos digo que os seus anjos, no céu, contemplam sem cessar a face do meu Pai que está nos céus. Mateo 18, 1-5. 10

Reflexão sob a perspectiva do Sínodo Amazônico:

Todos somos chamados a retornar ao simples, ao essencial, para ser como crianças. Isso ecoa fortemente em nossos corações quando vemos a voz corajosa de meninas e meninos em todo o mundo reivindicando toda a sociedade por ter arriscado seu futuro e clamando por uma ação diante da crise climática. Também percebemos que o Sínodo Amazônico é um pequeno auente de água viva que deseja servir a esse propósito maior. Mesmo em sua pequenez em relação à visão eclesial tradicional onde o centro prevalece, e talvez justamente por isso, essa periferia (que também é imensa e majestosa como um território que expressa o mistério de Deus) quer servir como um sinal que oferece luzes ao centro. A Amazônia é, e quer ser, um rosto periférico que ajuda o centro a concretizar seu processo de transformação, seu retorno à origem no Cristo vivo que encarna e transcende estruturas, temporalidades e características culturais. Uma expressão do Deus que habita a Igreja e a abre à novidade.

CONTEMPLAÇÃO

Contemplemos a imagem deste dia e tomemos um momento para reconhecer nossa própria vida e experiência na Igreja e ao serviço da Amazônia para pedir luz nesta palavra de Deus em preparação para o Sínodo. Escrever meus pedidos particulares e permanecer neles durante este dia. Convidamos você a manter um registro de tudo o que o Espírito nos provoca como preparação interior para o Sínodo AMAZÔNICO.

Citação para fechar a meditação:Missa sobre o mundo. Teilhard de Chardin

Obrigado, meu Deus, por ter dirigido meu olhar, de mil maneiras, para me fazer descobrir a imensa simplicidade das Coisas!
Gradualmente, as aspirações que Tu colocastes em mim quando eu ainda era criança cresceram irresistivelmente. Tu me fez passar pelas órbitas progressivas graças à inuência de amigos excepcionais, que se encontravam em postos-chave do caminho para esclarecer e fortalecer meu espírito (…) eu me tornei incapaz de ver ou respirar fora do ambiente em que tudo não é nada além de Um.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.