De todos os cantos viemos

Falar de Intereclesial leva nosso pensamento nas CEBs, nas comunidades eclesiais de base, que espalhadas pelo Brasil todo se encontram para refletir, celebrar e buscar caminhos que façam realidade uma Igreja presente nas periferias, que se mistura com os que não contam, com quem está jogado na beira do caminho.

Mais uma vez, como a gente canta em nossas comunidades, de todos os cantos viemos, para louvar o Senhor, Pai de eterna bondade, Deus vivo, libertador. É tempo de fazer presente esse Deus que liberta e quer acompanhar a vida do povo sofredor.

Desta vez, o 14° Intereclesial das CEBs, é em Londrina, no norte do Paraná. De 23 a 27 de janeiro, gente da caminhada, mulheres e homens, se encontram para refletir sobre os desafios da evangelização do mundo urbano, uma reflexão cada vez mais presente e desafiante para a Igreja do Brasil. Como fazer presente a Boa Notícia nas periferias das nossas cidades? Como ajudar a descobrir a constante presença de Deus num mundo aonde nos chega tanta informação a cada minuto?

Ao longo de quatro anos tem se desenvolvido um processo de reflexão em todos os níveis, aprofundando no tema do Intereclesial, procurando caminhos novos, pois a proposta de Jesus de Nazaré sempre leva seus discípulos e discípulas a se perguntar como descobrir e fazer presente Deus no meio de nós.

Agora é tempo de partilhar experiências, de descobrir na vida das comunidades espalhadas pelo Brasil, novos elementos para evangelizar o mundo urbano, a sociedade do século XXI, carregada de sinais de esperança, de vida. Vamos ter dias pela frente para escutar reflexões de teólogos e teólogas, mas também palavras que nascem da vida de tantos homens e mulheres que, fazendo um trabalho de formiguinhas, são presença de Deus na vida de muita gente.

Nas CEBs todo mundo pode falar, mas também cada um deve escutar. Nesse intercambio de diálogo, nossas comunidades crescem e o Deus dos pequenos, o Deus que vê e ouve os clamores do povo, vai se fazendo cada vez mais presente em nossas Igrejas e em nossa sociedade, vai descendo para libertar esse povo.

Vai ser um encontro com múltiplos rostos e isso significa riqueza de vida, de experiências de fé e de luta, em muitos casos ao longo de muitos anos, testemunhos que nos ajudam a permanecer firmes nesse jeito de entender a vida e ao próprio Deus, sendo cada dia mais consciente que a causa do Reino é o que nos leva a continuar firmes na caminhada.

Venham, sintam-se em casa, Londrina nos acolhe, vamos viver este tempo de graça, de alegria, de Deus. Vamos deixar que essa Igreja Povo de Deus penetre em nossas vidas e nos ajude a viver na simplicidade do Deus dos pequenos, que não exclui ninguém e que nos diz que todo mundo é bem vindo, independentemente do canto de onde está chegando.

Por Luis Miguel Modino

Sacerdote diocesano de Madrid e missionário no Brasil

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.