Diocese de Guarapuava recebe Icones do 14º Intereclesial das CEBs

A diocese de Guarapuava, recebeu, no último dia 29 de março, os Ícones das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), que percorrem todas as dioceses e arquidioceses do Regional Sul 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que compreende a Igreja no Paraná em preparação para o 14º Intereclesial que será realizado em Londrina, no dia 27 de janeiro de 2018.

Os ícones que são compostos por uma Cruz entalhada com símbolos do Estado do Paraná e das CEB’s, a imagem de Nossa Senhora do Rocio, padroeira do Paraná, a Bíblia e um banner do 14ª Intereclesial, foram entregues em Guarapuava por representantes da diocese de União da Vitória. Por ocasião das comemorações dos cem anos das aparições de Nossa Senhora em Fátima, Portugal, a comunidade do Bairro Primavera, na cidade, que tem Nossa Senhora de Fátima como padroeira, foi a responsável pela recepção da equipe encarregada da entrega do material.

Os Ícones ficarão na comunidade até a manhã de domingo, dia 02 de abril, quando então, depois da celebração das 09 horas da manhã, serão entregues à Catedral Nossa Senhora de Belém. Às 19 horas, uma missa será celebrada e, na segunda-feira, o material religioso será enviado à diocese de Palmas/Francisco Beltrão.

Em entrevista à Central Cultura de Comunicação, o pároco da paróquia Nossa Senhora de Fátima, padre Carlos de Oliveira Egler, contou da alegria que foi receber os Ícones e sua importância para toda a comunidade. “O Encontro Intereclesial é um momento em que reúne representantes das Comunidades Eclesiais de Base de todo o Brasil. Em 2018, quem recebe este evento é a arquidiocese de Londrina. Para nós, enquanto paróquia, receber estes materiais, é motivo de muita alegria e também de responsabilidade. Sabemos que a sustentação da Igreja está nas pequenas comunidades que se reúnem para estudar a Palavra de Deus. Na diocese de Guarapuava, temos os diversos Círculos Bíblicos, que são grupos de sustentação das CEBs”, detalhou padre Carlos.

Em 2018, o tema do encontro das CEBs será: “Os desafios no mundo urbano”. O lema dos trabalhos terá como base o livro do Êxodo, capítulo três, versículo sete, que diz: “Eu vi e ouvi os clamores do meu povo e desci para libertá-lo”. (Ex 3,7)

A proposta desta peregrinação, conforme explicou padre Carlos, é unir toda a comunidade através da oração e reforçar o compromisso enquanto Igreja que quer e precisa se manter unida em favor de quem mais precisa. “A proposta maior é rezar, como comunidade, como Igreja do Regional Sul 2 para que este encontro, que será realizado pela primeira vez no Paraná, tenha êxito. Depois, também precisamos valorizar o evento, de fato, apoiando suas ações com nossa participação enquanto cristãos que somos. A cada encontro, percebe-se que há um fortalecimento neste sentido. As comunidades, que iniciaram este trabalho de base nos anos 1960, foram fortalecidas a partir do Concílio Vaticano Segundo. Desde então, os grandes acontecimentos cristãos têm início com as ações e perseverança das comunidades”, observou padre Carlos.

A intenção da peregrinação dos Ícones pelas dioceses, segundo a organização do evento, é promover o estudo da Palavra a partir das famílias e de pequenos grupos. Com isso, conforme sublinham; o projeto proporciona a ampliação das dimensões abrangendo as mais variadas realidades das comunidades.

Depois de percorrer o Estado, passando por todas as dioceses, arquidioceses e algumas comunidades e paróquias, os Ícones chegarão à arquidiocese de Londrina no mês de julho. Na ocasião, serão realizados os preparativos para o 14º Intereclesial, envolvendo toda a comunidade com orações, peregrinações e troca de experiências.

Fonte: Pascom Guarapuava/ Jorge Teles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.