Shadow

Reflexões da Palavra | Festa da Páscoa do Senhor – Nova Criação e Novo Êxodo

Leituras: At 10,34a.37-43 – Sl 117 – Cl 3,1-4 – Jo 20,1-9

Por Quininha Fernandes Pinto, do Regional Leste 1.

“Este é o dia que o Senhor fez para nós: alegremo-nos e nele exultemos!” – Alegremo-nos! Ele vive!

Mataram-no porque Ele queria para nós o céu e vivemos momentos infernais!

Mataram-no porque Ele queria as mesas fartas para todos e tantos não têm pão!

Mataram-no porque Ele queria Salvação = saúde para todos e milhões estão morrendo por negligência e negacionismo!
-Mataram-no porque Ele queria que os pobres fossem respeitados e ainda hoje não o são!

Mataram-no porque Ele dizia que o poder é para servir e ainda hoje os poderosos usam do poder para benefícios e enriquecimento próprios!

Mataram-no! Assassinaram-no…Continuam matando-o, crucificando-o na pessoa dos doentes, dos pequenos, dos moradores de rua, dos LGBTQI+, das vítimas do racismo… Mas Ele ressuscitou e continua ressuscitando todas as vezes que cada um/a de nós que acreditamos na sua mensagem e a tomamos como missão e responsabilidade nossa. Assim, é sinal de ressurreição hoje, é renascimento, é Páscoa quando:

amamos os pobres e lhes damos carinho, suprindo suas necessidades;

“lavamos” os pés uns dos outros em sinal de amor-serviço;

trabalhamos para que todos tenham pão e paz nas suas mesas, pois paz é fruto da justiça;

emprestamos nossa voz, nosso prestígio e influência para defender os mais fracos e injustiçados;

denunciamos as injustiças e as maldades cometidas na nossa sociedade;

ouvimos as queixas e as lamúrias dos oprimidos e dos sofredores;

acolhemos os homossexuais, os transsexuais, as prostitutas e todos que são discriminados por causa da sua orientação sexual;

empenhamos nossa vida na luta contra todo tipo de violência;

formamos consciências livres de preconceitos e de hipocrisia que ferem e matam;

construímos famílias abertas ao novo e ao diferente, livres do ranso do patriarcado, do machismo e da indiferença;

apoiamos projetos que visem a inclusão e a instauração de leis que garantam voz e vez aos que são calados pela força das armas;

lutamos pela paz, pela verdade e pelo respeito à dignidade das pessoas;

quando… quando… é Páscoa!
E Jesus continua ressuscitando. Páscoa é isso! É esperança, é luta, é compromisso, é trabalho, é empenho, é conscientização, é seguimento ao ressuscitado. Por isso a Páscoa é uma Nova Criação, a Criação que o nosso Deus sonhou e que não é – ainda – a que estamos vivendo… mas é também Êxodo, saída do nosso mundinho, do nosso comodismo, da nossa área de conforto, para que ela aconteça.

Páscoa é risco! Pensemos nisso!
E uma excelente Páscoa para cada um de vocês!

Que seja assim. Beijos no coração.

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.