II Oficina de Liturgia e Animação. O desafio de celebrar a vida.

Lembrem-se, a  Eucaristia é a vitória da Vida sobre a morte.

Londrina acolhe a II Oficina de Liturgia, Animação e Ornamentação em preparação ao 14º Intereclesial. A tarde do dia 26 foi momento de afinação sobre a dinâmica das celebrações,   foram pensadas as estruturas das grandes celebrações, os símbolos e detalhes que  farão parte desses momentos.

As equipes se debruçaram sobre os apontamentos da Oficina anterior, aprimorando conceitos e propostas, visando um alinhamento entre o que se pretende celebrar, os espaços,  símbolos e ritos.  Outro fator importante foi a contextualização do regional sul II, sua cultura, contexto politico e social, lutas e esperanças, que por sediar o encontro, alguns elementos aparecerão nas celebrações,  ressaltou a importância da integração das minorias, o macro ecumenismo  pontos  constitutivos de outras religiões ou tradições.

No período noturno, após celebração do Oficio Divino, os representantes das Grandes Regiões se reuniram  com os assessores da Rede Celebra e com a coordenação local de Liturgia para pensar as celebrações da manhã que está sob a responsabilidade das CEBs de cada região. Alguns pontos foram acordados:

  • Que as equipes fiquem atentas ao tema de cada dia- 1º dia Ver, 2º dia  Julgar e 3º dia Julgar.
  • Priorizar o uso do cancioneiro
  • Dialogar com a Ampliada Regional
  • Que os momentos orantes das Regiões apresentem para as CEBs do Brasil suas características locais
  • Que o papel da oração é chamar para o trabalho do dia,  não  tematizar o encontro.
  • Os roteiros devem ser encaminhados o mais rápido possível, para que  a equipe local ter a visão geral, e também para que não aconteça a repetição entre os regionais.
  • Que as demandas, materiais e outras necessidades para os momentos orantes sejam repassados ao Secretariado com antecedência, via email.

A manhã do domingo iniciou-se pela celebração eucarística presidida por Dom Manoel, referencial das CEBs Regional Sul II, o Evangelho de Mateus, proclamado por Patricia Abreu, CEBs Regional Sul 4, provocou uma reflexão: ” E você? Quem dizes que Eu Sou?”.

Dom Manoel lembrou  os gritos e denuncias trazidas pelos profetas  da Bíblia e de hoje, e reafirmou: ” Que hajam gritos capazes de barrar esses desmandos que atingem os direitos do povo brasileiro, especialmente os mais pobres. Que haja gritos capazes de semear a Esperança, como os gritos da vida doada de Dom Helder: “Não deixem cair a profecia!”  Lembrem-se, a  Eucaristia é a vitoria da Vida sobre a morte.”

A II Oficina de Liturgia, Animação e Ornamentação proporcionou uma maior  interação e integração do grupo, sinalizando  a beleza e alegria que  norteará o 14º  Intereclesial.

Por Leoni Alves Garcia- Comunicação do Intereclesial

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.