Plenária Movimentos Populares e Organizações  Sociais e Populares “A Igreja deve estar dentro dos movimentos sociais”

Movimentos Populares e Organizações  Sociais e Populares

       A Praça castanheira, localizada na Paróquia Rainha dos Apóstolos, no bairro do  Shangri-lá, ficou lotada de pessoas de diversas entidades e movimentos. Muitos dos delegados inscritos para este debate nunca participaram de pastorais ou atividades religiosas, outros, ao contrário, estavam muito voltados para a Igreja instituição e agora sentiram a obrigação de buscar o espaço da organização. O Diácono Hildo da arquidiocese de Maringá, da paróquia de Paissandu, disse que percebeu a necessidade de participar das plenárias sobre os movimentos sociais porque vê que a Igreja está cada vez mais afastada das necessidades das comunidades nas questões políticas.

Para a estudante de Ciências sociais, Daniela, da capela Santa Helena no bairro João Turquino, em Londrina, participar desta miniplenária veio de encontro com a  urgência  de estar por dentro com outros olhares e ficar mais engajada, além de receber uma injeção de ânimo. Daniela sente que é preciso trazer a juventude para fazer parte destes movimentos porque ela esta distanciada e sofrendo os males provocados pela falta de conscientização.

A miniplenária sobre os movimentos sociais e organizações foi motivada pela assessora, professora universitária Ileizi Fiorelli. Ela falou da falta de organização e a maneira como os movimentos estão sendo sufocados pelo sistema.

No debate e apresentação das sínteses dos grupos, a maioria destacou o medo, comodismo e falta de incentivo como justificativa para a decadência dos movimentos. Muitos apresentaram como solução o apoio do clero à participação dos paroquianos nas organizações e movimentos. Houve muitos depoimentos e apresentação de jovens e líderes de movimentos de resistência como de estudantes e professores, alguns líderes destacaram que a “igreja deve estar dentro dos movimentos sociais“, no entanto ela está mais voltada para movimentos pentecostais, esquecendo-se do serviço do evangelho.

Flora Neves

Fotos: Vanderley (PASCOM)

Kauane e Nicole (Educomunicação Epesmel)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *