Carta às CEBs do Ceará

COORDENAÇÃO DE CEBs DO CEARÁ ENVIA CARTA ÀS COMUNIDADES

Com um tempo favorável ao cultivo de novas sementes a coordenação de CEBs do Regional Nordeste I – CE tem como ações para 2017 a realização de três seminários de formação sobre o tema CEBs e os desafios no mundo urbano. O recente encontro de coordenação acontecido em Mesejane em Fortaleza direcionou para uma construção coletiva de diagnóstico da realidade da conjuntura atual. Os seminários acontecerão por bloco de dioceses com datas já definidas. O bloco três do regional que corresponde as dioceses de Crato, Iguatu e Crateús promoverão o seminário nos dias 31 de março e 01/02 de abril de 2017 no Centro Pastoral da cidade de Independência. Terá como assessor o Pe. Anastácio – Diocese de Iguatu e mais assessores de Diocese de Crateús.

O encontro da coordenação promoveu uma carta as comunidades do Ceará para fortalecer a comunicação e motivar a caminhada. Em texto escrito coletivamente a mesma expressa a alegria do encontro, a vida em comunidade e tempo de graça e luta. Na integra segue a carta da coordenação do Ceará 2017.

Carta às Comunidades Eclesiais de Base do Ceará.

“Saiamos, saiamos para oferecer a todos a vida de Jesus Cristo! Prefiro uma Igreja acidentada, ferida e enlameada por ter saído pelas estradas, a uma Igreja enferma pelo fechamento e a comodidade de se agarrar às próprias seguranças.Mais do que o temor de falhar, espero que nos mova o medo de nos fecharmos nas estruturas que nos dão uma falsa proteção, nas normas que nos transformam em juízes implacáveis, nos hábitos em que nos sentimos tranquilos, enquanto lá fora há uma multidão faminta e Jesus repetindo sem cessar: Dai-lhes vós mesmos de comer.”                                                                                                                                        (Mc 6, 37). (EG n. 49).

Obedientes ao apelo do Papa Francisco saímos das nossas dioceses, nós, coordenação e assessoria das CEBs Ceará e viemos para nos encontrar no Sitio da Pastoral Operária – Jangurussu – Fortaleza, nos dias 17, 18 e 19 de fevereiro de 2017, com o objetivo de refletir, avaliar e programar ações em vista de melhorar a articulação das comunidades, da luta e da resistência, como também organizar o 14º intereclesial em todo regional, refletir sobre a sustentabilidade das CEBs e a caminhada com as nossas juventudes.

Chegando à rodoviária já fomos bem acolhidos/as, o que aconteceu também nas famílias que nos receberam em suas casas, oferecendo-nos o melhor.

Com celebrações, reflexões e questionamentos, sendo iluminados pelas realidades partilhadas, fomos entendendo que a nossa missão é estar sempre a caminho, fazendo o Reino de Deus acontecer onde muitos têm medo de chegar.

Os preparativos em vista da realização do 14º Intereclesial das CEBs que acontecerá em Londrina, Paraná, nos dias 23 a 27 de janeiro de 2018, tem prioridade no momento, por isso nossos articuladores já estiveram presentes, esse ano, em Londrina, no 1º seminário nacional de comunicação das CEBs e na Ampliada de preparação do Intereclesial. De lá eles trouxeram a noticia que o Regional Nordeste I, ou seja, as CEBs do Ceará terão 100 vagas nesse Intereclesial, devendo ser pessoas que realmente estão em comunidades, vivendo a espiritualidade Cebiana e que tenham o compromisso de fazer acontecer a Igreja CEBs onde quer que estejam. Quem indicará essas pessoas são as coordenações diocesanas, observando todos os critérios exigidos.

Sabendo do nosso compromisso, como Igreja, de estar ao lodo das juventudes, firmamos o compromisso de tê-las como prioridade, incluindo as suas representações em todos os nossos encontros, como também valorizando e oportunizando-as a estarem, junto conosco, em nossas comunidades, assumindo o papel de se tornarem, também, lideranças na Igreja CEBs.

Um desafio que nos acompanha há muito tempo é a questão da sustentabilidade das CEBs no regional Ceará, pensando nisso convidamos o Thiago Valentim, da coordenação nacional da CPT, que veio falar sobre a sustentabilidade das CEBs. Em resumo ele disse que a questão da sustentabilidade é um processo que deve acontecer permanentemente e precisa ser assumido por todas as pessoas e que, pensar a sustentabilidade da Igreja não é pensar somente no financeiro, mas pensar também na sustentabilidade social, politica e humana. Diante dessa conversa, pessoas presentes, refletiram que lideranças da Igreja católica tem dificuldade de entender que não somos várias Igrejas, mas somos uma única Igreja, e que, os recursos oferecidos à mesma devem ser investidos na formação e na luta pelo “Bem Viver” das próprias comunidades e pessoas, como nos vem chamando atenção o Papa Francisco. Nesse sentido repudiamos as muitas vezes que tais recursos são investidos apenas na manutenção institucional, ou seja, em coisas e/ou prédios de ricas estruturas que depois as próprias comunidades não podem ter acesso. Devido a isso, muitos estão perdendo o interesse de somar com a Igreja.

Nesse Ano Mariano, ano que iremos refletir também as temáticas do 14º Intereclesial e da CF sobre a vida dos biomas estamos preparando um subsídio, um Tríduo, com encontros de reflexão e oração, para serem realizados, em todas as comunidades do Ceará, na Semana das Comunidades, de 4 a 11 de junho desse ano, 2017, sendo esse um compromisso que temos anualmente, como forma de Celebrar o dia das comunidades, dia da Santíssima Trindade. Pedimos que todos e todas abracem esse compromisso que é nosso, de toda Igreja CEBs.

No desejo de que todos/as permaneçam animados/as animadas, na alegria de ser discípulos/as do Mestre, deixamos nosso abraço fraterno.

Coordenação e assessoria das CEBs Ceará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.