Carta do Encontro Latino Americano das CEBs!

Aos presidentes das Conferencias Episcopais, aos Bispos,

Aos irmãos e irmãs das CEBs de América Latina e o Caribe

 Na festa da Ascensão do Senhor, desde Santa Cruz de la Sierra, Bolívia, lhes enviamos uma fraterna e esperançosa saudação.

 O Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM) por meio do Departamento de Comunhão Eclesial e Diálogo convidou aos bispo responsáveis pelo acompanhamento das comunidades eclesiais de base e a membros da Articulação Continental a refletir conjuntamente sobre a situação atual das comunidades e sua projeção nos próximos anos.

 Utilizando o método de ver – julgar – agir – avaliar e celebrar colocamos em comum os informes dos bispos e do serviço de Articulação sobre a realidade das comunidades eclesiais de base nos respectivos países e por grupos regionais se trabalharam as fortalezas, desafios e incidências das mesmas. Foi falado que tem sido um caminho com altos e baixos, momentos de escuridão e obstáculos e ficamos alegres ao percebermos que as comunidades estão vivas e lutando pela vida digna.

 Nesta primavera eclesial, suscitada pelos gestos e doutrina do Papa Francisco, as comunidades tem se visto fortalecidas e renovadas em seu entusiasmo evangelizador e missionário. Reafirmamos nossa convicção de que as comunidades são Igreja de Jesus na base, Igreja pobre e dos pobres.

 Ajudados pelas exposições de vários teólogos aprofundamos sobre a identidade das CEBs e suas características missionária, profética, trinitária, servidora, assim como seu compromisso com a transformação da sociedade. Destacamos algumas dos aportes das comunidades a vida da Igreja e da sociedade:

 – seu serviço comprometido pelo Reino de Deus que se manifesta nos sinais concretos;

– a centralidade da Palavra que nos ajuda a unir a fé e a vida;

– o testemunho dos mártires que nos impulsiona a entrega generosa no dia a dia;

– o seguimento de Jesus vivido em comunidade e em vista da missão;

– a diversidade de ministérios que buscam dar resposta a necessidades concretas;

– a alegria de viver, expressada concretamente em celebração, cantos e festa.

 No final do nosso encontro assinalamos perspectivas para fortalecer o processo das CEBs:

 – formação sobre a identidade das CEB´s a bispos, ministros ordenados, desde os seminários e casas de formação, e demais agentes de pastoral;

– elaborar, entre o CELAM e a Articulação Continental um documento sobre o novo rosto das comunidades eclesiais de base;

-favorecer um acompanhamento mais próximo das Conferencias Episcopais as CEBs e nomear um ou mais bispos responsáveis desta tarefa onde não há;

– retomar Medellín, Puebla e Aparecida, documentos chave para a identidade eclesial das CEBs.

 Agradecemos a Deus e a Maria nossa mãe este encontro de diálogo fraterno e os convidamos a avançar com a esperança em Jesus, que caminha conosco e cujo Espírito nos guia e fortalece neste tempo de graça que nos presenteia.

 Santa Cruz de la Sierra, Bolívia, 05 de maio de 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.