Reunião da Equipe de Articulação das CEBs de Guanhães-MG

Fotos: Eliana Alvarenga, Madalena Santos Pires e Néria Ester Leite.

 

Texto: Alessandro Gomes Alexandre

Na manhã do sábado, 15 de fevereiro de 2020 reuniram -se com padre José Martins, assessor das Comunidades Eclesiais de Base da Diocese de Guanhães, os membros da equipe de articulação das CEBs para momentos de espiritualidade, avaliação e planejamento das atividades. Integram a equipe, cristãos leigos (as) das paróquias/cidades de Divinolândia, Virginópolis, São Pedro do Suaçuí, Paulistas e Pito/Guanhães.

A oração inicial foi conduzida pelo padre assessor com leitura orante da Palavra de Deus e a oração de Dom Otacilio “A mais bela súplica: Envia, Senhor, o Teu Espírito! “

A seguir, o grupo elaborou a pauta da reunião e no primeiro momento , realizou-se um resgate da história das CEBs na diocese. A equipe rememorou fatos e pessoas que contribuíram para a bonita história das comunidades em nossa caminhada de Povo de Deus.

Durante a reunião, o grupo recebeu com carinho a visita de nosso pastor Dom Otacílio Ferreira de Lacerda que deu algumas sugestões ao trabalho dessas comunidades, dizendo que elas são a continuidade do livro dos Atos dos Apóstolos e que estávamos escrevendo o capítulo 29 do livro. Ressaltou a importância das mesmas para a vivência dos quatro pilares propostos pelas DGAEs.

Concluindo o momento de sua visita, Dom Otacilio deu a bênção à equipe e entrou na roda cantando com os presentes a música: Momento Novo.

A equipe planejou algumas atividades e definiu uma agenda com a previsão de realização de um encontro diocesano no dia 25 de abril , em Guanhães, com representantes das paróquias. A participação das comunidades nesse encontro será muito importante para articulação e integração de nossas CEBs e Grupos de Reflexão Bíblica a nível Diocesano. A equipe se reunirá novamente no dia 12 de março, em Virginópolis para planejamento do Encontro Diocesano.

O grupo avaliou a reunião , positivamente , considerando-a muito produtiva e de grande relevância para os trabalhos pastorais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *